Rússia se diz perplexa com calúnias sobre conflito na Ucrânia

Bandeira russa no dia 20 de dezembro de 2016

A Rússia se declarou perplexa nesta sexta-feira diante do que considera calúnias sobre seu papel na crise ucraniana, após as declarações do secretário de Estado americano, Rex Tillerson.

Tillerson denunciou ante os membros da Otan a "agressão russa contra a Ucrânia". Estas acusações são particularmente inapropriadas um dia depois de celebrado um encontro entre a Otan e a Rússia, assegurou o ministério russo das Relações Exteriores.

"Manter a unidade" no âmbito da Aliança Atlântica "não é fácil" e para encontrar a coesão, "os ministros da Otan não tiveram que procurar muito para encontrar uma razão, que sempre é a mesma: o mito da 'ameaça russa', a calúnia de uma 'agressão russa'", afirmou a chancelaria.