Rússia tomará medidas na fronteira se Finlândia ingressar na Otan, diz chanceler

Bandeiras da Finlândia e da Otan em foto de ilustração

MOSCOU (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, disse nesta quarta-feira que seu país será forçado a tomar medidas não especificadas em sua fronteira se a Finlândia aderir à aliança militar ocidental Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

A Finlândia e a Suécia solicitaram a adesão ao bloco militar e estão atualmente em negociações avançadas sobre suas adesões.

Lavrov disse que a Finlândia há muito tempo era um modelo de relações amistosas, mas mudou rapidamente sua retórica em relação a Moscou.

Ele disse que a Rússia teria que tomar "medidas apropriadas em nossas fronteiras", se a Finlândia, que compartilha uma fronteira de 1.300 km com a Rússia, se tornar um membro da Otan.

(Reportagem da Reuters)