Rússia torna uso de máscaras obrigatório e recomenda toque de recolher

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Autoridades russas anunciaram, nesta terça-feira (27), novas medidas para tentar evitar a propagação do coronavírus, incluindo uso obrigatório de máscaras em locais públicos e a recomendação de toque de recolher para limitar saídas noturnas. De acordo com um documento publicado pela Rospotrebnadzor, agência federal responsável por protocolos de saúde e bem-estar, os russos terão que se adequar às novas regras e usar máscaras de proteção "em lugares lotados, transportes públicos, táxis, estacionamentos e elevadores". O órgão também recomendou o fechamento de bares e restaurantes e proibição de eventos públicos na faixa de horário entre as 23 e as 6h. A aplicação das regras, entretanto, dependerá das decisões de autoridades regionais. Na capital, Moscou, o uso de máscaras já é obrigatório, mas as lideranças locais rejeitaram o fechamento dos locais de entretenimento noturno sob o argumento de que a cidade já utiliza um sistema que permite a identificação e o rastreamento de possíveis contaminados pelo coronavírus. A Rússia é o quarto país mais afetado pela Covid-19, com mais de 1,5 milhão de casos registrados e 26,4 mil mortes, de acordo com dados da universidade Johns Hopkins. Apesar disso, o Kremlin continua afirmando que a situação está sob controle e que um "lockdown" como o que ocorreu no início da pandemia está descartado.