Rússia e Ucrânia chegam a acordo sobre distribuição de gás

Vladimir Putin em 19 de dezembro de 2019

Moscou e Kiev assinaram um protocolo de acordo sobre a distribuição de gás russo para a Europa Ocidental através da Ucrânia, uma questão que vem sendo negociada há meses, anunciaram nesta sexta-feira o grupo russo Gazprom e a presidência ucraniana.

"As partes russas e ucranianas assinaram um protocolo de acordo sobre a distribuição de gás", anunciou um porta-voz da Gazprom, citado pelas agências de imprensa russas, sem fornecer mais detalhes.

Já a presidência ucraniana confirmou através do Facebook que chegou a um "acordo final sobre a distribuição do gás", e acrescentou que no sábado os detalhes serão revelados.

Diante do vencimento do contrato atual em 31 de dezembro, caso as negociações fracassassem, o fornecimento de gás na Europa teria sido afetado, embora os estados europeus envolvidos, afetados pelo conflito russo-ucraniano sobre gás na década de 2000, tenham acumulado reservas.

Após negociações realizadas na quinta-feira em Berlim envolvendo Rússia, Ucrânia e a União Europeia, nas quais se chegou a um acordo de princípios, estas continuaram na sexta-feira em Minsk (Bielorrúsia).

Apesar da Europa continuar muito dependente do gás russo (35% de seu consumo), depende muito menos da distribuição via território ucraniano, que diminuiu 40% nos últimos 15 anos, por conta de dois conflitos sobre o produto entre Rússia e Ucrânia (2006 e 2009).