R$ 17 bilhões em Bitcoin são encontrados dentro de uma lata

Bitcoin havia sido roubada por um hacker da plataforma de venda de drogas online, Silk Road
Bitcoin havia sido roubada por um hacker da plataforma de venda de drogas online, Silk Road
  • Quantia havia sido roubada da plataforma venda de drogas da dark web, Silk Road;

  • Ao todo foram mais de 50 mil Bitcoin encontradas nos dispositivos eletrônicos;

  • Essa é a segunda maior apreensão financeira da história, afirmou Departamento da Justiça americano.

Um valor de US$ 3,3 bilhões, ou R$ 17 bilhões, em criptomoedas foi descoberto dentro de uma lata pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos durante uma operação policial na casa de um hacker, que teria roubado a quantia da Silk Road, plataforma de venda de drogas na dark web.

Ao todo foram mais de 50 mil Bitcoins escondidos em vários dispositivos dentro de uma lata na casa de James Zhong, de 32 anos, que se declarou culpado na semana passada por cometer fraude eletrônica ao explorar uma vulnerabilidade no sistema de pagamentos do site.

As criptomoedas roubadas foram encontradas quase uma década depois do roubo dentro de discos rígidos e pen drives na casa de Zhong, escondidos dentro de uma lata embaixo de cobertores e também dentro de um cofre.

De acordo com o Departamento de Justiça essa foi a segunda maior apreensão financeira da história. “Por quase dez anos, o paradeiro dessa enorme quantia de bitcoin perdido se transformou em um mistério”, disse o procurador dos EUA Damian Williams.

“Graças ao rastreamento de criptomoedas de última geração e ao bom e antiquado trabalho policial, a polícia localizou e recuperou esse impressionante esconderijo de produtos criminais.

“Este caso mostra que não vamos parar de seguir o dinheiro, não importa quão habilmente escondido, nem mesmo para uma placa de circuito no fundo de uma lata de pipoca.”

A plataforma Silk Road não está mais em operação, tendo encerrado suas operações em 2013 depois de ganhar popularidade como o maior mercado online do mundo para drogas e outros bens ilícitos. Seu fundador, Ross Ulbricht, está cumprindo pena de prisão perpétua em uma prisão federal americana. Já Zhong enfrenta uma sentença máxima de 20 anos, que está programada para ser decretada no dia 22 de fevereiro de 2023.