Presidente do Senado italiano conclui mediação e Mattarella deverá decidir

Roma, 20 mar (EFE).- A presidente do Senado italiano, Elisabetta Alberti Casellati, concluíu nesta sexta-feira sua mediação para a formação de um Governo e enviou ao chefe do Estado, Sergio Mattarella, a relação com os próximos passos a seguir.

Casellati disse que tinha detectado "sinais de reflexão política" na mediação que fez durante dois dias e indicou que o presidente deverá decidir o que fazer.

A presidente do Senado manteve uma reunião com Mattarella após os contatos mantidos desde anteontem com os líderes da coalizão de direita e do Movimento 5 Estrelas (M5S).

"Agradeço todos os líderes por terem iniciado uma discussão que, apesar das diferenças de opiniões, permitiu evidenciar alguns pontos de reflexão política", explicou aos meios de comunicação Casellati após a reunião.

"Estou convencida de que o presidente Mattarella saberá indicar o melhor percurso a tomar".

Casellati compareceu ao palácio do Quirinal, sede da presidência da República, depois que Mattarella lhe encarregou um mandato exploratório de 48 horas para analisar se era possível um Governo entre as duas forças políticas mais votadas nas eleições de 4 de março, a coalizão de direita e o M5S.

Por enquanto, Mattarella não comparecerá perante a imprensa, por isso não se sabe quando tomará sua decisão.

A declaração da presidente do Senado, primeira mulher a ocupar este cargo, também não dá pistas sobre qual pode ser o possível caminho para a formação de um Governo por Mattarella. EFE