Racismo é responsável por mais de 60% dos casos de depressão em favelas do Rio durante a pandemia

Uma pesquisa inédita, lançada nesta segunda-feira (27), explicita a desigualdade racial e social em três comunidades do Rio de Janeiro durante a pandemia.

O estudo “Coronavírus nas Favelas: Desigualdade e Racismo Sem Máscara” observou que na Cidade de Deus, no Complexo do Alemão e no Complexo da Maré 63% dos moradores que sofreram racismo desenvolveram algum nível de depressão no período pandêmico.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos