Ataque da Al Qaeda deixa pelo menos 18 mortos no sul do Iêmen

(Corrige título).

Sana, 27 mar (EFE).- Pelo menos 18 pessoas morreram nesta segunda-feira em um ataque da organização Al Qaeda contra uma sede governamental na província de Lahech, no sul do Iêmen, informou à Agência Efe uma fonte de segurança.

Sete das vítimas eram membros do grupo terrorista, outras seis pertenciam às forças de segurança e cinco eram civis.

A fonte explicou que um suicida atacou a prefeitura da cidade de Al Huta, capital de Lahech e situada a 50 quilômetros de Áden, que acolhe a sede do governo do presidente Abdo Rabbo Mansour Hadi, e matou seis agentes de segurança e outros cinco civis.

Depois do ataque suicida, homens armados do grupo terrorista atacaram o edifício, mas as forças de segurança conseguiram repelir o assalto e mataram sete deles, embora o resto de agressores tenha conseguido fugir.

Ontem, o Iêmen completou o segundo aniversário do início da ofensiva militar da coalizão árabe, liderada pela Arábia Saudita, em uma intervenção que generalizou o conflito, deixou milhares de mortos e levou o país à beira da crise de fome.

Tanto a Al Qaeda como o grupo jihadista Estado Islâmico (EI) aproveitaram a deterioração da segurança para se expandir pelas zonas do sul do Iêmen. EFE