Rafinha será julgado por ter chutado bola em gandula

·1 min de leitura

O lateral-esquerdo Rafinha, do Grêmio, será julgado na próxima quarta-feira, pela Terceira Comissão Disciplinar do STJD. O jogador foi denunciado por ter chutado uma bola em cima de um gandula na partida contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro.

Na súmula do jogo, o árbitro da partida, Bruno Arleu de Araújo, relatou que mesmo após o fim do jogo, ele expulsou Rafinha por "conduta antidesportiva:

— Após o término da partida, expulsei por segundo cartão amarelo o atleta do Grêmio nº 13, sr. Márcio Rafael Ferreira de Souza, por conduta antidesportiva ao chutar a bola na direção do gandula, o sr. Lucas Henrique Martins Ferreira, não atingindo o mesmo e dando na sequência um encontrão, gerando um confronto, controlado pelos próprios atletas. O fato ocorreu do lado de fora do campo de jogo, próximo ao meio de campo. Cumpre informar que após ter chutado a bola, o atleta expulso recebeu um empurrão do gandula sr. Paulo Roberto Alves dos Santos, que também foi excluído.

A procuradoria do STJD entendeu que também caberia denunciar o gandula Paulo Roberto Alves dos Santos. Tanto ele quanto Rafinha respondem por infraço ao artigo 258, que trata sobre " assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva".

Caso sejam punidos, eles podem ser suspensos de uma a seis partidas. A decisão, seja qual for, ainda caberá recurso.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos