"A Rainha Isabel II esteve sempre lá para nós"

São as últimas horas para dizer adeus a Isabel II. Em Londres, milhares de pessoas continuam a fazer fila para prestar homenagem à soberana.

“Ela esteve sempre lá para nós. Isto é aquilo que eu preciso de fazer por ela, como forma de dizer “obrigado” por todo o seu serviço”, disse um cidadão britânico.

Já outra cidadã recordou que a rainha lhes deu muito. "Ela deu a sua vida, sacrificou-se pelos britânicos, era uma mulher especial, por isso esta era uma peregrinação que precisava de fazer", explicou.

Duas crianças presentes na homenagem referiram que "Isabel II trabalhou arduamente pelo Reino Unido e se esforçou pela proteção do país".

Já outra mulher recordou que Isabel II "liderou o país, que era alguém estável". Os politicos "hoje e entram e saem a toda a hora" salientou.

Na capital britânica, são esperados centenas de líderes mundiais para participar no funeral de Estado da rainha. Trata-se de uma das maiores ocasiões diplomáticas do século.

A urna da soberana será levada de Westminster Hall para a Abadia de Westminster, onde terá lugar o funeral de Estado, na segunda-feira. Os restos mortais da rainha seguem depois em procissão até ao Arco de Wellington e depois até ao destino final: a Capela de São Jorge, no Castelo de Windsor, onde será sepultada. No local, jazem o marido, o príncipe Filipe e os pais da rainha.

Em Londres, os britânicos vêm preparados para as horas finais da despedida. Evelyn, oito anos mais nova do que a soberana disse que não poderia deixar de vir. Esta britânica disse que Isabel II era a sua rainha, que o foi durante 70 anos. Recorda que as pessoas prestaram homenagem à mãe da soberana, à princesa Diana e que agora é a sua vez de fazê-lo por Isabel II.

Quando amanhã o caixão da rainha for levado pelas ruas de Londres, estarão presentes cerca de 2 mil convidados, 500 dignatários estrangeiros, 4.000 funcionários da família real e, provavelmente, milhões de pessoas a assistir em todo o mundo.

Um tributo diferente de qualquer outro, dizem aqui as pessoas, que se coaduna com uma rainha também ela diferente de qualquer outra.