Raio-X do Corinthians: Pesquisa O GLOBO/Ipec mostra que torcida está concentrada entre adultos, mas cai entre jovens e velhos

A pesquisa O GLOBO/Ipec aponta o efeito positivo que a guinada de títulos na história do Corinthians, ocorrida a partir do primeiro Brasileiro conquistado em 1990, teve na renovação dos torcedores do clube paulista.

O percentual de corintianos entre 25 e 44 anos, que se formaram durante a sequência de títulos nacionais e internacionais, é maior do que em outros recortes de idade, mostrou o levantamento.

Os mais queridos: Pesquisa inédita O GLOBO/Ipec aponta as 26 maiores torcidas do Brasil; veja lista

A pesquisa O GLOBO/Ipec foi feita entre 1 a 5 de julho de 2022, e entrevistou presencialmente 2.000 brasileiros com 16 anos ou mais, em 126 municípios de todas as regiões do Brasil. A margem de erro total no levantamento geral é de 2 pontos para mais ou para menos, mas para este estudo foi calculada especificamente para cada clube. Para análises estratificadas, como idade, os dados numéricos indicam tendências, mas a distância de 5 pontos percentuais tem maior precisão estatística.

Pesquisa O GLOBO/Ipec: Corinthians ultrapassa Flamengo entre os mais ricos; rubro-negro lidera entre mais pobres

O percentual total da torcida do Corinthians no país, de acordo com a pesquisa, é de 15,5%. Esse número é maior quando os pesquisados tinham entre 25 e 34 anos (16,9%) e entre 35 e 44 anos (17,9%).

Entre os mais jovens, de 16 a 24 anos, o percentual dos entrevistados que se disseram corintianos é menor: 12,9%. Entre os mais velhos consultados, com idade de 60 anos ou mais, o percentual fica ainda menor que o da média geral corintiana: 11,6%.

Pesquisa O GLOBO/Ipec: Flamengo lidera ranking de torcida, receita, público e redes sociais; veja comparativo

O Corinthians não conquista um título de expressão nacional ou internacional há cinco anos, desde o Brasileiro de 2017. Entre 1990 e 2017, a sequência de títulos foi expressiva. O time paulista conquistou sete brasileiros, três edições da Copa do Brasil e quatro títulos internacionais (Libertadores, Recopa Sul-Americana e dois Mundiais de Clubes).

A pesquisa revelou ainda que torcida do Corinthians, em termos de escolaridade, é bem homogênea. Entre os entrevistados com o ensino fundamental, os corintianos foram 15,3%. Entre os do ensino médio, foram 16,1%. Já com o ensino superior, 14,5%. Apesar da proximidade geográfica, a pesquisa mostrou o Corinthians tem menos penetração na Região Sul, em comparação às outras regiões do país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos