Raio-X da Libertadores: o que está em jogo na última rodada

·2 minuto de leitura

A Libertadores tem sua última rodada se iniciando nesta terça-feira, com grupos ainda completamente abertos em relação à classificação às oitavas e um duelo particular entre brasileiros e argentinos. As partidas do grupo D, que abrem a noite sul-americana, são um reflexo desse cenário: na principal, o Fluminense vai a Buenos Aires enfrentar o River Plate no Monumental de Nuñez, nesta terça-feira

O River, que vem de uma histórica vitória sobre o Santa Fe (2 a 1), na qual atuou sem reservas e com o meia Enzo Pérez no gol, está com um pé na classificação: um empate já garante o líder do grupo, com 9 pontos, nas oitavas. Ao Fluminense, uma vitória é valiosíssima para que não precise depender de uma combinação de resultados envolvendo o Junior Barranquilla e o Santa Fe. O saldo de gols é o primeiro critério de desempate em caso de igualdade no número de pontos.

No grupo C, Santos e Boca Juniors fazem uma briga de gigantes para defnir quem fica com a segunda vaga, na quarta-feira. O Barcelona de Guayaquil já está classificado, e recebe o peixe no Monumental. A equipe de Fernando Diniz vive um cenário dramático: precisa vencer torcer por um tropeço — por menos de oito improváveis gols — do Boca na Bombonera, onde enfrenta o The Strongest, da Bolívia.

Grupo aberto e briga pela liderança

O grupo mais "embolado" da competição é o B, do Internacional, cujas equipes vão a campo também na quarta. O colorado e o Deportivo Táchira, da Venezuela, lideram, com 9 pontos cada, e dificilmente sairão dali sem que sejam derrotados por goleadas contra Always Ready e Olimpia, respectivamente, graças ao avantajado saldo de gols. Empates classificam ambas as equipes.

A briga pela liderança dará a tônica dos demais grupos com brasileiros envolvidos. Flamengo e Vélez fazem confronto direto no grupo E, enquanto Racing e São Paulo brigam indiretamente pela ponta no grupo E, contra Rentistas e Sporting Cristal. Vale lembrar que os líderes de grupos ganham vantagem competitiva, já que enfrentam os segundos colocados nas oitavas.

A disputa pela segunda vaga segue aberta, também, no grupo H (do Atlético Mineiro) entre América de Cali e Cerro Porteño, que fazem confronto direto. No grupo F, tudo pode acontecer entre Universidad Católica, Atlético Nacional e Nacional-URU. Os dois primeiros se enfrentam, e o Nacional duela com o líder do grupo, confrontos que podem reformatar a briga pela segunda colocação até o último momento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos