Raio-X do Internacional: clube confirma seu caráter popular na Grande Porto Alegre

O Internacional se orgulha de ser o clube do povo no Rio Grande do Sul e a pesquisa O GLOBO/Ipec confirmou a ligação do colorado com as massas. O clube do Beira-Rio apresentou grande percentual entre os torcedores que disseram residir em cidades de periferia — o conceito, na pesquisa, se refere aos municípios que circundam as capitais.

Foram 5,9% dos entrevistados. Para se ter noção, entre os que moram em capitais, os colorados foram 1,6%. Entre os que residem no interior, o número bateu os 1,7%.

Uma característica forte tanto do Internacional quanto do arquirrival, o Grêmio, é a forte regionalização da torcida. Quando a torcida colorada aparece forte na periferia, leia-se a Região Metropolitana de Porto Alegre. E nesse, recorte, os torcedores do Inter são mais numerosos até que os gremistas.

No total, a torcida do Internacional aparece como a oitava maior do Brasil, com a preferência de 2,2% dos entrevistados.

Estabilidade entre gerações

Outro aspecto que chamou a atenção no resultado da pesquisa O GLOBO/Ipec foi o fato de o percentual de torcedores do Internacional entre as diferentes faixas etárias ter apresentado pouca variação.

O número entre os mais novos, entre 16 e 24 anos (1,7%), é um pouco menor que o percentual geral e que os das outras faixas de idade. Mas nada que indique um envelhecimento.

Na verdade, o colorado demonstrou estabilidade entre gerações. Entre 25 e 34 anos, o percentual da equipe foi 1,6%. Entre 35 e 44, 2,4%, entre 45 e 59, 2,5%, e entre os de 60 anos ou mais, 2,6%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos