Raio-X: saiba por onde podem sair os gols de França e Austrália em suas estreias na Copa do Mundo

Dia 3 da Copa do Mundo de 2022! Nesta terça-feira, às 16h (de Brasília), França e Austrália se enfrentam no Estádio Al Janoub. Após o astro Karim Benzema ser cortado do Mundial do Catar, fica a dúvida sobre como os atuais campeões irão se comportar. Mas mesmo que a Austrália não seja um adversário complicado — ao menos no papel — é bom saber como cada seleção irá se portar dentro de campo. E por onde os gols podem sair.

Tabela da Copa: Datas, horários e grupos do Mundial do Catar

Simulador: você decide quem será campeão da Copa do Catar

O GLOBO preparou a série "Raio-X dos gols sofridos", onde analisa os últimos 15 jogos das seleções participantes do Catar. A cada dia, o jogo de destaque será apresentado e a reportagem mostrará os principais caminhos para a bola balançar as redes de cada uma delas. Neste dia 3, o foco está em França e Austrália.

Você escala: quais os seus 11 titulares do Brasil na Copa do Mundo

Guia interativo: saiba tudo sobre os 831 jogadores que disputam o Mundial

Por onde a França costuma sofrer gols?

A França sofre muitos gols nos 15 minutos finais do primeiro tempo — são seis no total dos 13 que sofreu nos últimos 15 jogos. É mais do que no segundo tempo inteiro, por exemplo. É o principal momento a ser explorado pela Austrália.

Lloris é um goleiro que é campeão mundial, mas nunca foi unanimidade entre os franceses. Principalmente pelos gols sofridos. Na análise, dá para ver que o canto inferior direito do goleiro é o ponto mais explorado pelos adversários e com maior chance de sucesso para a Austrália.

Por ser uma seleção que costuma ter a bola, a maior dos gols sofridos pela França são de contra-ataque.

Por onde a Austrália costuma sofrer gols?

A Austrália sofre uma quantidade impressionante de gols nos segundos tempos de seus jogos: dos 11, um total de oito vieram nesta etapa. Para ter noção, apenas três foram sofridos pelos australianos na primeira etapa de seus jogos.

Outro ponto é que a Austrália sofre muitos gols por erros individuais e cruzamentos (seis no total) vindos da direita. Com Olivier Giroud na área, isso pode ser um perigo.

A Austrália sofre muitos gols quando está vencendo as suas partidas — cinco no total. Ou seja, é uma equipe que tem dificuldades para manter as vantagens no placar.