Díaz-Canel preside pela primeira vez reunião do Conselho de Ministros de Cuba

Havana, 25 abr (EFE).- O novo presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, estreou nesta quarta-feira à frente do Conselho de Ministros, em uma sessão na qual tratou temas econômicos e sociais, entre eles as afetações ocasionadas por irregularidades em operações de comércio exterior, informaram meios de comunicação oficiais.

A sessão presidida por Díaz-Canel, que também encabeça o Conselho de Estado, abordou também a situação das contas a cobrar e pagar e os resultados da comprovação nacional ao sistema de controle interno realizado pela Controladoria Geral.

O Conselho de Ministros, que é o máximo órgão executivo e administrativo do país caribenho, também discutiu nesta quarta-feira o plano de economia previsto para o ano 2018, com fechamento em março do ano que vem, segundo detalhou uma nota de imprensa divulgada pela emissora de televisão estatal.

O governo cubano reconheceu a existência de falta de pagamentos aos seus fornecedores correntes, mas manifestou sua disposição a cumprir com os compromissos que contraiu e suas dívidas.

A reunião do Conselho de Ministros da ilha também passou em revista o cumprimento das medidas adotadas para enfrentar ilegalidades na ordem territorial e urbana.

Díaz-Canel foi designado presidente de Cuba no último dia 19 de abril durante a sessão na qual se constituiu a nona legislatura da Assembleia Nacional do Poder Popular (parlamento unicameral) em substituição de Raúl Castro, que se retirou depois de ter completado 12 anos no cargo que tinha sido delegado por seu irmão, o falecido líder Fidel Castro, em 2006.

A nomeação do novo Conselho de Ministros que deve designar o atual governante cubano, foi adiada por decisão de Díaz-Canel, até o primeiro período de sessões da nova Assembleia Nacional, que está programado para o próximo mês de julho. EFE