Ramirez, do Bahia, é indiciado por injúria racial a Gerson, do Flamengo

O Globo
·1 minuto de leitura

Nesta segunda-feira, a Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou o meia-atacante colombiano Juan Pablo Ramirez, do Bahia, por injúria racial ao meia Gerson, do Flamengo.

Na partida realizada no dia 20 de novembro, no Maracanã, o rubro-negro alegou ter que Ramirez disse “cala a boca, negro” para ele; o técnico do Bahia, Mano Menezes, ainda discutiu com Gerson e disse que o jogador estava “de malandragem”.

A Civil informou que as testemunhas do caso já foram ouvidas e que a análise das imagens do jogo mostra imediatamente a indignação do rubro-negro.

O colombiano negou ter dito tal injúria, disse que apenas falou: "Joga rápido, irmão".