Randolfe Rodrigues aciona STF para proibir campanha antivacina do governo federal

·1 min de leitura
Randolfe Rodrigues aciona STF para proibir campanha antivacina do governo federal
Randolfe Rodrigues aciona STF para proibir campanha antivacina do governo federal (Foto: Getty Images)
  • Randolfe Rodrigues aciona STF para proibir campanha antivacina do governo federal

  • Anúncio foi feito na rede social do senador

  • Randolfe pediu para que os integrantes do governo que contrariarem a lei sejam afastados de seus cargos

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) anunciou nesta sexta-feira (28) que o Supremo Tribunal Federal (STF) foi acionado para barrar a campanha antivacina do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL).

No post feito na conta que mantém no Twitter, o senador afirmou que a comunicação institucional e as publicações dos ministérios devem ser “compatíveis com a obrigatoriedade de vacinação para crianças e adolescentes”.

Além disso, Randolfe contou que foi feito um pedindo para que todos que fazem parte do governo federal e que disseminarem notícias falsas sejam afastados de seus cargos públicos.

“Estamos pedindo também que os integrantes do Governo que contrariarem a lei e insistirem em fake news sejam afastados de seus cargos públicos, condenados a pagar multa e sejam responsabilizados administrativa, civil e penalmente”, declarou ele na rede social.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos