Ranking da tranquilidade: A situação de cada um dos brasileiros na Libertadores

Os jogos do returno da fase de grupos da Libertadores da América começam nesta terça-feira, e oito equipes brasileiras brigam por uma classificação para o mata-mata ao longo das próximas três rodadas. Algumas podem se garantir nas oitavas ainda nesta semana, e outras vão sofrer um pouco mais para alcançar o objetivo.

Ainda restam nove pontos em disputa para cada participante. Após as partidas desta fase, os dois melhores times de cada um dos oito grupos avançam às oitavas, disputadas em ida e volta. A final, marcada para 29 de outubro, acontece em jogo único, no estádio Monumental do Guayaquil, no Equador. O campeão levará para casa um prêmio de 25 milhões (cerca de R$ 142,6 milhões).

Líder do Grupo A, o verdão é o clube brasileiro com vida mais fácil nesta fase da competição. A equipe de Abel Ferreira abre o returno com 100% de aproveitamento e nove pontos conquistados. O segundo colocado, Deportivo Táchira, tem cinco pontos a menos, e o Emelec, terceiro, tem desvantagem de sete. O Palmeiras precisa de uma vitória simples contra o Oriente Petrolero nesta terça-feira, às 21h30, para garantir a classificação matemática para as oitavas de final,.

Junto com River Plate e Palmeiras, o rubro-negro faz parte do grupo ainda invicto na competição. Liderando o grupo H com nove pontos, o Flamengo tem três de vantagem sobre o Talleres e seis sobre o Universidad Católica. O clube da Gávea também se classifica antecipadamente se derrotar o adversário direto fora de casa nesta quarta-feira (19h), mas depende de uma vitória do Sporting Cristal sobre o terceiro colocado, ou de, pelo menos, um empate entre chilenos e peruanos.

Nesta quarta-feira, às 21h, o Timão enfrenta o Deportivo Cali na Colômbia pela quarta rodada da fase de grupos. Mesmo se vencer o segundo colocado da chave, ainda não se classifica. Líder do Grupo E, o Corinthians precisa de um total de quatro pontos para se garantir nas oitavas.

Com cinco pontos e na segunda colocação do grupo D, o Galo ainda não tem vaga encaminhada, mas precisa vencer o adversário conterrâneo América para ampliar a vantagem na zona de classificação. As equipes mineiras se enfrentam nesta terça-feira, às 21h30, na Arena Independência. Qualquer resultado diferente pode complicar a vida do atual campeão da Libertadores.

O Furacão terminou o primeiro turno na segunda colocação do Grupo B. A equipe liderada por Fábio Carille tem uma decisão nesta terça-feira, às 19h15, contra o The Strongest, na altitude de La Paz. Uma vitória alavancaria a moral do grupo em busca da vaga no mata-mata, mas se perder, o Athletico sai da zona de classificação.

Estreante na competição continental, o Red Bull Bragantino ocupa a segunda posição do grupo C, empatado em quatro pontos com o terceiro colocado, e com três de desvantagem para o líder. A equipe paulista pode garantir a posição na zona de classificação por mais uma rodada caso vença o Vélez, lanterna do grupo. As esquipes se enfrentam na próxima quinta-feira, a partir das 21h.

Também disputando a Libertadores pela primeira vez, o Leão se vê na obrigação de vencer para não cair nesta fase da competição. Uma vitória em casa, contra o River Plate, colocaria de vez o time de Vojvoda na briga. A tarefa é difícil, já que a equipe argentina está invicta e se classifica com uma vitória no castelão. O fortaleza é o terceiro do grupo F, com três pontos.

Mais um estreante na competição, o América-MG pode ser eliminado nesta terça-feira, caso seja derrotado pelo Atlético-MG e o Independiente del Valle ganhe do Tolima. O Coelho tem apenas um ponto em três jogos, e é o brasileiro em situação mais delicada. O objetivo mais realista é buscar o terceiro lugar do grupo D e uma vaga na fase final da Copa Sul-Americana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos