Ranking de maior rejeição do BBB pode ser atualizado nesta edição

O Globo
·3 minuto de leitura

Expectativa alta sobre o paredão Fiuk x Sarah x Nego Di, que acontece na próxima terça-feira (16), no "Big Brother Brasil 21". Torcidas nas redes sociais esperam que essa formação atualize o recorde de rejeição da história do programa, com a saída do humorista gaúcho. Ele tem sido alvo de campanha até das redes de seus aliados dentro da casa, Projota e Viih Tube.

Enquanto o público espera Tiago Leifert anunciar o resultado da disputa, confira as maiores rejeições da história do reality show.

Aline, BBB 5

A participante Aline Cristina entrou no lugar de Marielza, que teve problemas de saúde durante o confinamento. Mesmo sabendo como o jogo se desenhava na casa, a sister teve foi considerada fofoqueira pelos outros moradores e pelo público. Isso fez com que ela tivesse a maior rejeição da história dos paredões duplos. Na disputa com Grazi Massafera, foi eliminada com 95% dos votos. O vencedor da edição foi Jean Willis.

Patrícia Leitte, BBB 18

Considerada a "vilã" da edição, Patrícia é a recordista de rejeição em paredão triplo, quando enfrentou Diego e Caruso. Ela saiu com 94,24% dos votos, enquanto Diego teve 3,3% e Caruso, 2,44%.

Nas redes, a ex-sister tem feito piada com o BBB 21, dizendo que está preparada para passar a coroa.

"E vamos de Bolão do BBB! Quem vai acertar a porcentagem que o Nego Di vai sair? Já dou logo meu palpite: 92,78 (acho que essa coroa vai pra outra pessoa) será?", escreveu ela na noite de domingo.

No BBB 18, a grande vencedora foi Gleici Damasceno.

Felipe Cobra, BBB 7

Indicado por Diego Alemão, que viria a ser o grande vencedor da edição, o carioca Felipe Cobra saiu da casa com 93% dos votos num paredão duplo com Alberto Cowboy.

Nayara BBB 18

Outro recorde na edição 18, desta vez no paredão entre Nayara, Mahmoud e Gleici, os dois últimos bastante populares fora da casa. A primeira saiu com 92,69% por ser considerada fofoqueira. Mahmoud teve 4,03% e Gleici, 3,28%.

Rafa, BBB 12

Em paredão duplo contra o lutador Yuri Fernandes, Rafael Leandro, considerado um dos maiores jogadores daquele ano, teve 92% dos votos. O vencedor do BBB 12 doi Fael Cordeiro.

Rogério, BBB 5

Doutor Gê, um dos maiores "vilões" da história do programa, é quinto brother a ter a maior rejeição da história do reality show, se consideradas disputas duplas e triplas. Ele enfrentou um paredão com Sammy (terceiro colocado da edição; em segundo ficou Grazi e, em primeiro, Jean Willis) e saiu com 92% dos votos.

Airton, do BBB 7

Lembra da frase "Anda de sunga branca molhada"? Ela foi dita por Airton, para se referir a Diego Alemão, numa das brigas mais memoráveis do programa. Airton foi eliminado duas vezes, porém, acabou disputando com Juliana a preferência do público para voltar ao confinamento depois da primeira berlinda. Só que, quando enfrentou Alemão num paredão, saiu com 90% dos votos.

Ana Paula, BBB 18

Mais uma da edição 18. Com 89,95% dos votos, a catarinense Ana Paula deixou a casa num paredão que contou com a presença de Ayrton e Ana Clara Lima (pai e filha que competiam como um único brother) e Paula Amorim.

Fani, BBB 7

Sétima edição também foi intensa no quesito rejeição. Protagonista de um triângulo amoroso com Diego Alemão e Íris Stefanelli, a participante de Nova Iguaçu (dona do bordão "Uhu, Nova Iguaçu")foi eliminada com 89% dos votos quando enfrentou Diego Alemão.

Breno, BBB 18

Mais um do 18. Breno Simões, que ficou com Jaqueline Grohalski, Ana Clara Lima e Paula Amorim, saiu do programa quando enfrentou Kaysar Dadour. Levou 88,34% dos votos.

Laisa, BBB 12

Par romântico do lutador Yuri Fernandes, a gaúcha saiu da casa com 88% dos votos ao enfrentar João Carvalho.