Filipe Ret é investigado por tráfico de drogas após ‘open beck’ em festa de aniversário

A Polícia Civil do Rio instaurou um inquérito para investigar o cantor e rapper Filipe Cavaleiro de Macedo da Silva Faria, mais conhecido como Filipe Ret, pelo crime de tráfico de drogas. O procedimento ocorreu após ele oferecer um “open beck" ou "open maconha” em sua festa de aniversário, na última quinta-feira (23), no Vivo Rio, na Zona Sul da cidade.

Em imagens postadas nas redes sociais pelo próprio artista, ele segura um balde azul com o que parecem ser cigarros da droga dentro.

De acordo com o delegado Marcus Amin, titular da Delegacia de Repressão a Entorpecente (DRE), as investigações têm o objetivo de apurar a possível prática de tráfico de drogas durante a festa e começaram justamente a partir de publicações que viralizaram no Instagram. Nas postagens no perfil do cantor, outros artistas chegam a mencionar o "open maconha". "Rodízio de baseado", escreve o também rapper Patrick Silva, o PK Delas. "Baldin da alegria", diz outro cantor.

Convidados que estiveram no evento, como o surfista Pedro Scooby e o ex-jogador Ronaldo Fenômeno, devem ser intimados a depor na sede da especializada, na Cidade da Polícia, Zona Norte do Rio. A festa contou ainda com a presença de ex-BBBs, a exemplo de Jade Picon, cantores, atores e atletas.

Procurada pela Globo, a assessoria de imprensa de Filipe Ret ainda não retornou os contatos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos