Ray Davies, do "The Kinks", recebe título de Cavaleiro do Império Britânico

Londres, 16 mar (EFE).- O músico Ray Davies, líder da mítica banda de rock "The Kinks", foi agraciado nesta quinta-feira com o título de Cavaleiro do Império Britânico pelo príncipe Charles por seus serviços ao mundo da arte.

O cantor e compositor, autor de clássicos como "Sunny Afternoon", "You really Got Me" e "Waterloo Sunset", recebeu a distinção no Palácio de Buckingham, aos 72 anos de idade, informou a família real britânica.

Ao recebeu a notícia de que se tornaria um "sir", Ray Davies disse que inicialmente sentiu "uma mistura de surpresa, humildade e alegria e um pouco de vergonha", mas que "depois de pensar um pouco" decidiu aceitar "pela família, pelos fãs" e por todos aqueles que o inspiraram a escrever.

Hoje, ele revelou que está escrevendo um musical sobre "irmãos", mas não quis dar mais detalhes do que seria. Esta, no entanto, não será sua primeira incursão no mundo dos musicais. Em 2015, ele recebeu o prêmio Olivier de Melhor Novo Musical por "Sunny Afternoon", com música e letras suas.

O "The Kinks" nasceu no norte de Londres, em 1963, e se tornou uma das bandas de rock mais influentes de todos os tempos. Anos depois, seu estilo foi imitado por grupos como "Oasis" e "Blur".

Ao todo, cinco discos do grupo, que se separou em 1996, fazem parte da lista dos "500 melhores álbuns da história" da revista "Rolling Stone".

O fotojornalista de guerra britânico Donald McCullin recebeu a mesma condecoração hoje, por uma carreira de mais de 60 anos fotografando conflitos como os do Congo, Vietnã, Afeganistão e de Uganda. EFE