Rayssa Leal busca coroar grande momento no Mundial de skate street

·3 min de leitura
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL, 18-09-2019: Retrato da Rayssa Leal, skatista de 11 anos que deve representar o Brasil na Olimpíada de Tóquio, na pista do Word Championshio no Pavilhão de exposições de Anhembi. (Foto: Bruno Santos/ Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL, 18-09-2019: Retrato da Rayssa Leal, skatista de 11 anos que deve representar o Brasil na Olimpíada de Tóquio, na pista do Word Championshio no Pavilhão de exposições de Anhembi. (Foto: Bruno Santos/ Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Menos de quatro meses após a coroação dos primeiros skatistas medalhistas olímpicos da história, os principais nomes da modalidade street agora disputam uma coroa já tradicional do esporte.

Neste sábado (13) e domingo (14), a cidade de Jacksonville (Flórida) recebe o Super Crown, etapa final da Street League Skateboarding que é reconhecida como um campeonato mundial. O SporTV transmite a competição.

Participam desse circuito, criado em 2010, os principais atletas do mundo. Três brasileiros já ganharam o Super Crown: Leticia Bufoni e Kelvin Hoefler, em 2015, e Pâmela Rosa, em 2019. Os três estarão em ação neste fim de semana.

No primeiro dia, a partir das 12h (de Brasília), os participantes disputarão quatro vagas na decisão feminina e mais quatro na masculina. Outros quatro já estão classificados em cada gênero pela soma dos pontos obtidos nas duas primeiras etapas da SLS, realizadas em Salt Lake City e Lake Havasu.

Rayssa Leal venceu ambas, respectivamente em agosto e outubro, e lidera a corrida feminina. Assim como ocorreu nas Olimpíadas de Tóquio, quando a brasileira foi medalhista de prata, suas principais concorrentes são japonesas. Momiji Nishiya (ouro nos Jogos) e Funa Nakayama (bronze) também estão garantidas na final, assim como a holandesa Roos Zwetsloot.

Aos 13 anos, Rayssa tem se mostrado cada vez mais preparada para figurar no topo da modalidade. Ela, que assim como as japonesas elevou o nível de suas manobras após as Olimpíadas, se tornou a primeira skatista a vencer duas etapas consecutivas da SLS e pode fechar uma temporada histórica com a conquista do Super Crown.

Além de talento, a adolescente teve sangue frio para superar rivais na manobra decisiva tanto em Salt Lake City quanto em Lake Havasu. Na primeira, Nakayama tinha boa vantagem, mas a brasileira conseguiu uma impressionante nota 8,5 (mais alta da história da competição feminina) com seu kickflip rockslide de front para vencer.

Na mais recente, a maranhense de Imperatriz, que passou quase toda a final na primeira posição, precisava de 5,7 para retomar a liderança de Nishiya, pois a japonesa havia acabado de conseguir uma nota 8. Rayssa recebeu 6,3 e ganhou novamente.

Entre as brasileiras que buscarão uma vaga na final estão as também olímpicas Pâmela Rosa e Leticia Bufoni, além de Marina Gabriela.

Gabriela Mazetto, que surpreendeu ao avançar para a final na última etapa, logo em seu retorno às pistas após o nascimento da filha, não pôde embarcar para os EUA porque ainda não completou duas semanas da segunda dose da vacina contra a Covid-19.

Na competição masculina, Felipe Gustavo já está garantido na final junto com os americanos Nyjah Huston e Alex Midler e o português Gustavo Ribeiro.

O medalhista olímpico de prata Kelvin Hoefler ainda buscará um lugar na decisão, assim como outros cinco representantes do país: Lucas Rabelo, Carlos Ribeiro, Luan Oliveira, Tiago Lemos e Filipe Mota.

Na SLS, os skatistas fazem uma volta de 45 segundos pela pista e depois têm quatro tentativas de executar manobras específicas em qualquer parte dela. As três melhores notas são somadas para determinar as posições. Na decisão, os quatro primeiros colocados ao fim das quatro tentativas recebem mais duas chances para melhorar sua soma e disputar o pódio.

Super Crown 2021

Etapa final da Street League Skateboarding será disputada em Jacksonville (Flórida)

Sábado (13)

12h Classificatória feminina

15h30 Classificatória masculina

Domingo (14)

14h Final feminina

16h30 Final masculina

Transmissão: canais SporTV e streetleague.com

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos