Rayssa Leal vence 2ª etapa consecutiva na Liga de Skate Street

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***FOTO DE ARQUIVO*** IMPERATRIZ, MA - 28.07.2021 - Chegada de Rayssa Leal em Imperatriz. A skatista de 13 anos, conhecida como
***FOTO DE ARQUIVO*** IMPERATRIZ, MA - 28.07.2021 - Chegada de Rayssa Leal em Imperatriz. A skatista de 13 anos, conhecida como

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com talento e sangue frio, Rayssa Leal está cada vez mais dominante no skate street. Neste sábado (30), ela venceu a segunda etapa da temporada 2021 da SLS (Street League Skateboarding), que foi aberta no fim de agosto, após as Olimpíadas de Tóquio.

A brasileira de 13 anos, medalhista de prata nos Jogos, tornou-se a primeira skatista a vencer duas etapas consecutivas do principal circuito da modalidade street, sediado nos Estados Unidos e que conta com as melhores atletas do mundo.

Com 19,2 pontos em Lake Havasu (Arizona), ela superou as japonesas Momiji Nishiya (18,5) e Funa Nakayama (16,1), que também formaram o pódio olímpico. Em Tóquio, Nishiya, de 14 anos (na época tinha 13), foi ouro, e Nakayama, 16, bronze.

Pâmela Rosa, 22, ficou na quarta posição em Lake Havasu, também com soma 16,1. Gabriela Mazetto, 24, de volta às competições após o nascimento de sua filha, conseguiu alcançar a sexta posição. Leticia Bufoni, 28, não avançou à final.

Assim como já havia acontecido etapa anterior da SLS, em Salt Lake City, Rayssa precisou desbancar uma rival na última manobra. Na ocasião, quem estava à frente era Nakayama, e a brasileira conseguiu uma impressionante nota 8,5 (mais alta da história da competição).

Desta vez, a maranhense de Imperatriz, que passou quase toda a final na primeira posição, precisava de 5,7 para retomar a liderança de Nishiya, pois a japonesa havia acabado de conseguir uma nota 8. Concentrada, ela fez acima do que precisava (6,3) e correu para abraçar a amiga Leticia Bufoni enquanto esperava pela avaliação dos jurados.

Rayssa, que agora soma três conquistas na SLS (a primeira foi em 2019), segue na liderança da temporada e já está garantida na final do Super Crown World Championship, como é chamada a etapa decisiva do circuito. Ela será realizada nos dias 13 e 14 de novembro, em Jacksonville (Flórida).

A final masculina de Lake Havasu será realizada ainda neste sábado. Dois brasileiros estarão na disputa: Felipe Gustavo e Lucas Rabelo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos