Reabertura de centro cultural, peça, exposição de realidade virtual e show gratuitos: as boas do fim de semana

·2 min de leitura

Fechado desde o início da pandemia, o Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica, na Praça Tiradentes, volta a receber o público hoje, Dia Nacional da Cultura, com obras inéditas do artista. A data também marca a reabertura do Armazém Utopia, no Cais do Porto, e do retorno do shows de jazz na Banca do André, na Cinelândia. Confira estes e outros programas no fim de semana.

Hélio Oiticica

Dois exemplares das famosas instalações “Penetráveis”, que nunca foram montadas por Hélio Oiticica, estão entre as cinco obras do artista que o centro municipal de arte que leva seu nome expõe a partir de hoje. “Subterranean Tropicalia Projects PN10” (1971) ficará do lado de fora do prédio, e “Cosmococa Programa in Progress CC2 Onobject versão privet interna (1973)”, feita com Neville d’Almeida, dentro.

Rua Luís de Camões 68 (2242-1012). Seg a sáb, das 10h às 18h. Grátis.

Chico Chico

Depois de três discos em parcerias e uma indicação ao Grammy Latino na categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa, ao lado de João Mantuano, Chico Chico faz hoje o show de lançamento de seu primeiro disco solo, “Pomares”, no Circo Voador.

— O disco fala sobre as coisas que eu vivo, que eu percebo, a maneira como eu lido com o mundo e o universo ao redor — explica Chico.

Circo Voador. Rua da Lapa s/nº. Sex, 22h. R$ 100.

Banca do André

Point de happy hour no Centro, a banca que fica na Cinelândia recebe hoje seu primeiro show de jazz depois da flexibilização da pandemia. A programação, gratuita, começa às 17h com um DJ, que também comandará as carrapetas no intervalo da apresentação.

— Estamos fazendo com imenso carinho e responsabilidade — diz o dono da banca, André Breves.

Rua Pedro Lessa, esquina com Av. Rio Branco. Sex, a partir das 17h. Grátis

‘O dragão’ no Utopia

Declarado patrimônio imaterial cultural do Estado do Rio de Janeiro no último dia 26, o Armazém da Utopia reabre hoje com a estreia da peça “O dragão”, do russo Eugène Schwartz, em montagem da Companhia Ensaio Aberto. Dirigido por Luiz Fernando Lobo, o espetáculo é uma espécie de fábula para adultos sobre um povo que, dominado há séculos por um dragão, não conhece a liberdade.

Armazém 6, Cais do Porto (2516-4893). Sex a seg, às 20h. Até 6 de dezembro. Grátis (retirada de ingresso pelo Sympla).

Xingu em 360º

Mergulhar no Rio Xingu e na vida de populações ribeirinhas sem sair da cidade é a proposta da experiência imersiva “O jardim da vida”, aberta ontem no Centro Cultural Correios. Filmado com uma câmera 360 graus, um documentário de 14 minutos é projetado em grande escala em casulos individuais para os visitantes, que recebem óculos de realidade virtual para fazer a viagem.

Rua Visconde de Itaboraí 20, Centro. Ter a sáb, das 12h às 19h. Grátis. Até 4 de dezembro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos