Reabertura da fronteira entre Catar e Arábia Saudita

·1 minuto de leitura
Luzes vermelhas marcam o lado do Catar na fronteira de Abu Samrah com a Arábia Saudita na terça-feira, antes de sua reabertura

Catar e Arábia Saudita reabriram, neste sábado (9), sua fronteira terrestre, informaram fontes do Catar à AFP, dias após a retomada das relações entre o pequeno emirado e vários de seus vizinhos que o boicotaram por três anos e meio.

Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Egito romperam relações com o Catar em junho de 2017, acusando-o de ser muito próximo de seus adversários iraniano e turco e de apoiar islamitas, fatos que Doha sempre negou.

Esses quatro países árabes anunciaram o fim da crise na terça-feira, com o fim do boicote diplomático e econômico a Doha, em cúpula em Al Ula, na Arábia Saudita.

"Sim, a fronteira está aberta", disse uma fonte do Catar. Outra fonte confirmou a retomada da circulação por volta das 07h00 GMT (4h00 de Brasília) na passagem de fronteira de Abu Samrah, 120 km ao sul de Doha.

"Eles deixam passar para o lado do Catar", disse uma testemunha na fronteira no sábado.

Em 4 de janeiro, o Kuwait, mediador da crise do Golfo, anunciou que o reino saudita havia concordado em reabrir todas as suas fronteiras com o Catar. Na quinta, um avião da Qatar Airways sobrevoou o reino, segundo a empresa.

Devido às rígidas medidas de controle no Catar em função da pandemia de covid-19, quem chega da Arábia Saudita terá que apresentar teste negativo para o vírus, fazer outro exame na fronteira e se isolar por uma semana em um hotel.

gw/vg/bfi/es/bl/mr