Reabertura do Museu da Cidade e outras novidades na Semana Internacional dos Museus

·3 minuto de leitura

Depois de ficar fechado durante 10 anos para a visitação do público, o Museu da Cidade, na Gávea, reabre as portas nesta quinta-feira (20) com uma exposição permanente que reúne relíquias ligadas ao Rio de Janeiro, como fotos, documentos, objetos e memorabilia de ex-prefeitos da cidade. São 482 peças históricas, selecionadas dentro de um acervo de 24 mil itens, que estarão ao alcance dos visitantes. A reabertura do palacete se soma a uma lista de novidades que marcam a Semana Internacional de Museus, celebrada anualmente entre os dias 17 e 23 de maio. Confira outros destaques:

Casa Museu Ema Klabin

Localizado no bairro, Jardim Europa, em São Paulo, o centro cultural inaugurou na semana passada a exposição virtual "O falsificador espanhol", com duas obras feitas por um dos maiores falsificadores de arte do século XX. Trata-se de duas ilustrações que copiam as originais de um livro de cantos litúrgicos medieval. Segundo a Casa Ema Klabin, as obras do tal falsificador são consideradas tão bem feitas, que chegam a integrar coleções de importantes museus mundo afora, sendo comercializadas por valores semelhantes aos das obras originais.

Serviço: Acesso pelo site emaklabin.org.br/o-falsificador-espanhol. Grátis.

Museu Histórico Nacional

Ainda fechado por conta da pandemia da Covid-19, o MHN abriu na última segunda-feira a exposição virtual "Reis Carvalho – um pintor na Comissão Científica de 1859", que reúne desenhos e aquarelas documentais do pintor Reis Carvalho (1798-1892), artista que acompanhou a Comissão Científica do Império ao sertão brasileiro(1859-1861). Além do acervo do MHN, a exposição multimídia conta com itens daBiblioteca Nacional e Museu Nacional/UFRJ.

Serviço: Acesso pelo site artsandculture.google.com/partner/museu-historico-nacional. Grátis.

Museu da Cidade

O palacete que pertenceu ao abolicionista Marquês de São Vicente (1803-1878) e ao empresário Guilherme Guinle (1882-1960) reabre nesta quinta (20) com exibição de peças históricas relacionadas ao Rio. Estão lá, por exemplo, mobiliário, louças de porcelana e condecorações que pertenceram aos prefeitos Pedro Ernesto e Pereira Passos, uma estátua em mármore herdada do Palácio Monroe (demolido em 1976), fotos de Marc Ferrez e Augusto Malta e pinturas do italiano Eliseu Visconti.

Serviço: Estrada Santa Marinha s/nº, acesso pelo final da Rua Marquês de São Vicente, Gávea – 3443-6341. Qui a dom, das 9h às 16h. Grátis. Abertura quinta (20).

Museu de Arte Contemporânea (MAC)

Sob a curadoria de Ana Shieck, os fotógrafos Luiz Bhering, Mario Costa Santos, Pedro Vasquez e Renato Moreth expõem, a partir de sexta-feira (21), 70 fotos inspiradas na cidade de Niterói na mostra "Ressurgências". O arquiteto Mario Costa Santos assina o projeto cenográfico da exposição.

Serviço: Mirante da Boa Viagem s/nº, Boa Viagem, Niterói – 2620-2481. Ter a dom, das 10h às 16h. R$ 12 e grátis (qua). Abertura sexta (21).

Instituto Moreira Salles

O centro cultural na Gávea volta a realizar uma exposição após o período em que ficou fechado por conta da pandemia. Com curadoria de Heloísa Espada, "Arquivo Peter Scheier" traça uma retrospectiva da obra do fotógrafo alemão que documentou as transformações sociais do Brasil nas décadas de 1940 e 1950. No dia da inauguração, sábado (22), às 17h, haverá uma live com a curadora e com dois pesquisadores convidados.

Serviço: Rua Marquês de São Vicente 476, Gávea – 3284-7400. Ter a sex, do meio-dia às 16h30. Sáb, dom e feriados, das 10h às 16h. Grátis. Abertura da exposição sábado (22).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos