Reabertura do Museu do Ipiranga terá 200 drones; veja programação

SÃO PAULO, SP, 29.08.2022 - RODRIGO-GARCIA-SP: O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), candidato à reeleição, acompanhado do prefeito da Ricardo Nunes (MDB), realiza uma vistoria nas obras do Museu do Ipiranga, na zona sudeste da capital paulista, nesta segunda-feira. O Museu do Ipiranga se encontra fechado desde 2013 devido as obras de restauração, e sua reinauguração esta prevista para o dia 6 de setembro, às vésperas do bicentenário da Independência do Brasil. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 29.08.2022 - RODRIGO-GARCIA-SP: O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), candidato à reeleição, acompanhado do prefeito da Ricardo Nunes (MDB), realiza uma vistoria nas obras do Museu do Ipiranga, na zona sudeste da capital paulista, nesta segunda-feira. O Museu do Ipiranga se encontra fechado desde 2013 devido as obras de restauração, e sua reinauguração esta prevista para o dia 6 de setembro, às vésperas do bicentenário da Independência do Brasil. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A reabertura do Museu do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, terá um show com 200 drones, em alusão ao bicentenário da proclamação da independência. A programação para a reinauguração do local foi divulgada na manhã desta segunda-feira (29), durante visita técnica do governador Rodrigo Garcia (PSDB) ao local.

De acordo com o governo do estado, os drones devem fazer projeções de momentos históricos, do mapa do Brasil e de artistas, às 21h do dia 7.

Oficialmente, a reinauguração, que estava prevista para 7 de setembro, foi antecipada ao dia 6 para evitar que manifestações políticas prejudiquem a reabertura da instituição.

No dia 7 está programada uma inauguração simbólica para 200 estudantes de escolas públicas e trabalhadores que fizeram parte da reforma.

O público em geral poderá visitar o museu a partir do dia 8, mas as comemorações pela reabertura começam antes. Estão programadas, por exemplo, projeções na fachada do museu entre os dias 4 e 11 de setembro (veja horários abaixo).

Ao todo, serão oito projeções seguidas, de um minuto cada, e com trilha sonora do músico André Abujamra, que vão retratar fatos históricos e culturais do país, da arte indígena à Tropicália ou à arte de rua, por exemplo.

Também haverá apresentações musicais, entre os dias 8 e 11, com destaque para shows de Daniel, Fafá de Belém, Criolo e Margareth Menezes. As agendas, porém, ainda não foram divulgadas.

A vistoria desta segunda-feira, que teve clima de campanha eleitoral, pois na porta do museu havia candidatos fazendo propaganda, foi a última antes da entrega das obras na semana que vem.

"O museu vai ser um dos mais visitados do Brasil, pelo que ele representa para a nossa história", afirmou Rodrigo, que estava acompanhado de moradores antigos da região do Ipiranga e de seis alunos de três escolas estaduais se Itaquera, Arthur Alvim e São Miguel Paulista, todas na zona leste de capital.

"Nunca havia passado por aqui, é grandioso", afirmou a estudante Millena Lira, 18 anos, de Arthur Alvim. "Eu não tinha ideia da magnitude, da estrutura e dos detalhes que tem."

Ela e os outros cinco alunos são representantes de grêmios estudantis das escolas estaduais Professor Octacilio de Carvalho Lopes, Deputado Manoel de Nóbrega e Professora Maria Ferraz de Campos

Os estudantes foram unânimes em dizer que ficaram impressionados com o quadro "Independência ou Morte", no Salão Nobre do museu, que terá um sistema interativo para contar sua história e detalhes, assim com outras obras.

Apesar da promessa tanto do governo do estado quanto da prefeitura de que tudo vai estar pronto para a reabertura na próxima semana, o ritmo de trabalhadores é frenético e há trechos ainda com cara de obras, principalmente no subsolo, onde vão funcionar a administração do museu, salas de estudos, loja, café, anfiteatro para 200 pessoas, e sala de exposições temporárias, de 900 m², além de receptivo com escadas rolantes para acesso ao museu ao público e bilheterias.

No anfiteatro, funcionários encerravam o piso na manhã desta segunda-feira e os assentos ainda estavam com papelão. A sala de exposições temporárias estava empoeirada e salas de estudos ainda não tinham interruptores nas paredes.

"É uma obra de restauro de muito zelo", afirmou Rodrigo , sobre os cerca de três anos de obras no museu que ficou nove anos fechado.

Segundo o governo, o custo total da obra foi de R$ 235 milhões. Além de captação de recursos pela iniciativa privada, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, foram feitos aportes pelo governo estadual e parte por empresas, sem incentivo fiscal. "O governo estadual investiu R$ 34 milhões no museu, dos quais R$ 15 milhões foram no edifício-monumento e R$ 19 milhões no jardim francês", diz, em nota.

O jardim está praticamente pronto e na manhã desta segunda, funcionários faziam as últimas aparas em plantas e retiravam folhas do chão. A fonte entre o jardim e o prédio do museu permaneceu ligada o tempo todo e estão sendo feitos testes de iluminação à noite nos últimos dias.

De acordo com a Secretaria Estadual de Cultura, a entrada ao público em geral, a partir do dia 8 de setembro, será gratuita nos dois primeiros meses após a reabertura, como mostrou a coluna da Mônica Bergamo da Folha de S.Paulo. As reservas começam na próxima sexta-feira (3) e os detalhes serão divulgados no site do museu.

Para comemorar o bicentenário, a Prefeitura de São Paulo programou mais de 50 atividades, espalhadas por cerca de 200 pontos da capital.

O destaque é a remontagem histórica do grito de dom Pedro 1º, no dia 7 de setembro, às 15h, no parque da Independência.

As obras de ampliação, reforma e restauro do Museu do Ipiranga foram iniciadas em 2019. Prédio de maior valor arquitetônico do local, o edifício-monumento foi fundado em 1895 a partir de projeto do italiano radicado no Brasil Tommaso Gaudencio Bezzi (1844-1915).

*

PROGRAMAÇÃO DE REINAUGURAÇÃO

Realizada na fachada do Museu do Ipiranga, dividia em oito atos de 1 minuto cada e com trilha sonora de André Abujamra.

Serviço

De a 4/9 a 11/9, das 18h30 às 22h

7/9, das 21h às 22h

200 anos com 200 drones

Espetáculo sobre o museu para homenagear a história e a cultura

Serviço

7/9, às 21h

Apresentações no parque da Independência

8/9, das 18h às 21h

SP Companhia de Dança, SP Big Band e Orquestra Jazz Sinfônica

9/9, das 19h às 21h

SP Companhia de Dança, SP Big Band e Orquestra Jovem com Almir Sater e Gabriel Sater

10/9, das 19h às 21h

SP Companhia De Dança, SP Big Band e Orquestra Funmilayo com Xênia França e Luedji Luna

11/9, das 18h às 21h

Banda Sinfônica da Polícia Militar e Geraldo Azevedo, e Osesp (Orquestra do Estado De São Paulo)

Ainda sem datas confirmadas, devem se apresentar os cantores Daniel, Fafá de Belém, Criolo e Margareth Menezes. Datas serão informadas no site do Museu do Ipiranga