De realizador a militar: Oleg Sentsov vestiu a farda e luta na guerra

A guerra na Ucrânia trouxe morte, destruição e virou milhões de vidas do avesso.

O realizador ucraniano Oleg Sentsov esteve preso em 2014, numa prisão russa, na Crimeia. Seis anos depois, veste a farda para lutar pelo país.

"A Ucrânia é um país independente e tem uma nação muito corajosa que lutará contra qualquer agressão."

"Descansei um pouco na prisão russa, depois voltei ao cinema, e agora estou no exército", conta Oleg Sentsov. Diz não ter planos para o futuro. "Não sei o que farei daqui a 10 anos porque mudei a minha vida muitas vezes.".

No ano passado, Sentsov estreou o mais recente filme: "Rhino", que foi distinguido no Festival de Cinema de Veneza.

O realizador acredita que a Rússia "quer retomar a antiga colónia da Ucrânia, mas a Ucrânia não é uma colónia.", dizendo que Putin não vai conseguir o que quer: "A Ucrânia é um país independente e tem uma nação muito corajosa que lutará contra qualquer agressão.", conclui.

A família de Sentsov está agora em Lviv, no oeste do país. Viviam em Kiev. Um fugir do perigo, numa guerra que ultrapassa qualquer ficção.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos