Rebeldes centro-africanos tomam cidade na véspera do anúncio dos resultados das eleições

·1 minuto de leitura
(ARQUIVO) Veículos blindados e tanques da MINUSCA (Missão Multidimensional de Estabilização Integrada na República Centro-Africana) operam próximo à catedral de Bangassou, sudeste da República Centro-Africana, em 22 de agosto de 2017

Grupos de rebeldes da República Centro-Africana assumiram o controle de uma cidade localizada a 750 quilômetros a leste de Bangui neste domingo(3), mas permanecem longe da capital, onde os resultados provisórios das eleições presidenciais serão anunciados na segunda-feira.

"Os rebeldes controlam a cidade, eles estão em toda parte", disse à AFP Rosevel Pierre Louis, chefe do escritório regional em Bangassou da Missão da ONU na República Centro-Africana (Minusca).

Os rebeldes atacaram a cidade de Bangassou no sábado e assumiram o controle após várias horas de combate.

O exército centro-africano "abandonou sua posição e está em nossa base", acrescentou Pierre Louis.

"Os corpos de cinco pessoas foram encontrados", tuitou Minusca, sem dar mais detalhes. Cerca de quinze feridos foram atendidos e evacuados pelos Médicos Sem Fronteiras (MSF), disse a ONG.

Uma coalizão de grupos armados lançou uma ofensiva em 19 de dezembro para tomar a capital Bangui e, assim, interromper a realização das eleições presidenciais de 27 de dezembro.

No entanto, os rebeldes não conseguiram avançar para a capital devido à intervenção das forças de paz da ONU, o exército centro-africano, paramilitares russos e soldados de elite ruandeses.

Os resultados provisórios das eleições presidenciais serão conhecidos na segunda-feira, mas os resultados finais não serão anunciados até 19 de janeiro.

O presidente cessante Faustin Archange Touadéra é o favorito nas eleições.

dyg/amt/blb/eb/age/jc