Rebeldes pró-russos libertam últimos observadores da OSCE

Observadores da OSCE não identificados chegam a um hotel de Donetsk

A Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE) informou neste sábado que os rebeldes pró-russos no leste da Ucrânia libertaram quatro de seus observadores mantidos reféns desde o final de maio.

"Podemos confirmar que quatro membros da nossa equipe com base em Lugansk estão livres após 32 dias em cativeiro", informou a missão da organização na Ucrânia em sua página no Facebook.

Dois grupos de observadores da organização - no total de oito observadores e um tradutor ucraniano - haviam sido sequestrados em duas barricadas: uma, em 26 de maio; e a outra, em 29 de maio.

Líderes separatistas ordenaram a libertação do primeiro grupo na última quinta-feira, 26 de junho. O segundo foi solto neste sábado.