Rebelião em prisão de Bogotá 'por coronavírus' deixa 23 mortos e mais de 80 feridos

Extra, com a agências

Um motim em uma prisão de Bogotá supostamente contra as condições sanitárias em meio à pandemia de coronavírus deixou 23 prisioneiros mortos e outros 83 feridos na noite de sábado, disse a ministra da Justiça neste domingo.

Segundo Margarita Cabello Blanco, sete guardas também ficaram feridos na penitenciária de La Modelo. Dois deles estão em estado grave. Segundo a ministra, os dententos atearam fogo no interior da cadeia e tentaram fugir. Houve rebeliões em outros presídios do país, contou o jornal "El Tiempo".

- Não houve fugas. Aqui houve um plano criminoso de fuga que foi frustrado. Não há um problema sanitário para gerar um motim - afirmou a ministra.

A Colômbia já registrou dezenas de casos de Covd-19, a doença provocada pelo coronavírus, no país, com duas mortes.