Receita da TomTom cai 2% no 1º trimestre

BRUXELAS (Reuters) - A empresa de mapeamento digital TomTom anunciou nesta quarta-feira ligeira queda nas receitas do primeiro trimestre, à medida que a melhora das vendas de produtos de navegação e gestão de frotas não foi suficiente para compensar a queda na divisão de consumo.

Enquanto os negócios de consumo ainda compõem a maior parte da receita, o menor interesse em dispositivos de navegação pessoal pesou sobre as vendas.

De modo geral, a receita da TomTom recuou 2 por cento no primeiro trimestre, para 212,7 milhões de euros, ligeiramente acima dos 210 milhões de euros previstos.

A companhia reiterou as estimativas divulgadas em fevereiro, dizendo que a receita em 2017 deve ficar entre 925 milhões e 950 milhões de euros, com lucro por ação de cerca de 0,25 dólar.

(Por Robert-Jan Bartunek)