Receita Federal libera, nesta terça-feira, a consulta ao quarto lote de restituições de IR

·2 minuto de leitura

Nesta terça-feira (dia 24), às 10h, a Receita Federal vai liberar a consulta dos contribuintes ao quarto lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) de 2021 (ano-base 2020). Esta leva vai incluir também devoluções residuais de exercícios anteriores.

Desta vez, 3.819.743 pessoas serão contempladas com a liberação do dinheiro, num volume total de RS 5,1 bilhões. O depósito será feito no dia 31 de agosto, na conta indicada no ato da declaração de ajuste anual.

Para saber se teve a declaração liberada, será preciso acessar a página da Receita Federal. No site, no serviço e-CAC, será possível verificar o extrato da declaração e checar se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Neste caso, o interessado poderá fazer a autorregularização, a partir do envio de uma declaração retificadora.

A consulta ainda poderá ser feita por meio do aplicativo para tablets e smartphones.

Prioridade de recebimento

Segundo a Receita, do total de recursos a serem pagos neste mês de agosto, R$ 273.252.487,49 serão destinados aos contribuintes com prioridade de recebimento prevista em lei. Serão 8.185 idosos acima de 80 anos, 67.893 cidadãos entre 60 e 79 anos, 6.088 pessoas com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave, e 26.647 profissionais cuja maior fonte de renda é o magistério.

Foram contemplados ainda 3.710.930 contribuintes não prioritários que, de acordo com o Fisco, entregaram suas declarações até 16 de agosto deste ano.

Pagamento da restituição

Se, por algum motivo, o crédito não for realizado na conta indicada (por exemplo, a conta informada foi desativada), os valores ficarão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil (BB).

Neste caso, será possível reagendar o crédito pelo Portal BB(https://www.bb.com.br/irpf) ou pelos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos). O dinheiro será transferido para o banco de interesse do contribuinte.

Em caso de atraso no resgate

Se o dinheiro não for resgatado no prazo de 12 meses, a pessoa poderá requerer o saque a qualquer época, por meio do Portal e-CAC, dentro site da Receita Federal. Para isso, será preciso acessar menu "Declarações e Demonstrativos" e, em seguida, escolher "Meu Imposto de Renda". Por fim, será necessário selecionar "Solicitar restituição não resgatada na rede bancária".

Lotes de devolução

Neste ano, o pagamento das restituições será feito em cinco lotes. Veja o calendário:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos