Receita libera consulta ao 5º e último lote do Imposto de Renda 2021

·2 minuto de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL  08-03-2012, 15h30: Predio da Receita Federal no Setor de Autarquia Sul. (Foto: Sergio Lima/Folhapress)
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, BRASIL 08-03-2012, 15h30: Predio da Receita Federal no Setor de Autarquia Sul. (Foto: Sergio Lima/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Receita Federal libera, a partir das 10h desta quinta-feira (23), a consulta ao quinto e último lote de restituições do IR (Imposto de Renda) de 2021. Mais de 358 mil contribuintes vão receber a quantia, que será depositada em 30 de setembro.

Ao todo, serão pagos RS 562 milhões. Do total, R$ 200,4 milhões vão para contribuintes que têm prioridade legal, sendo 4.955 idosos acima de 80 anos, 47.465 entre 60 e 79 anos, 4.927 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou doença grave e 19.211 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério.

Neste último lote, foram contemplados ainda 281.604 contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 15 de setembro deste ano.

Para saber se terá o dinheiro, o cidadão pode fazer a consulta no site da Receita Federal, em "Consultar Restituição". A conferência pode ser feita ainda no aplicativo de celular da Receita Federal, que também mostra a situação cadastral no CPF do contribuinte. A grana será depositada na semana que vem, na conta informada pelo contribuinte ao entregar a declaração.

Se não estiver neste lote, o contribuinte caiu na malha fina e precisará enviar uma declaração retificadora. Neste caso, basta abrir o programa da declaração instalado no computador. Também é possível fazer pelo aplicativo ou tablet.

Na retificação, o contribuinte deve informar o número do recibo de entrega da do IR deste ano. A declaração retificadora substitui integralmente a original e, portanto, deve conter todas as informações declaradas antes, com as alterações e exclusões necessárias.

Para saber qual foi o erro que levou à malha fina, o contribuinte deve acessar o e-CAC (que é o centro virtual da Receita). É preciso gerar um código de acesso e uma senha. O acesso também é feito com gov.br.

O que fazer caso não receba a restituição Se por algum motivo o crédito não for realizado -caso a conta tenha sido desativada, por exemplo-, os valores ficarão disponíveis para resgate por até um ano no Banco do Brasil.

Neste caso, o contribuinte pode reagendar o crédito dos valores pelo Portal BB ou pela Central de Relacionamento do banco pelos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

Se a pessoa não resgatar o valor em até um ano, ela deve preencher um formulário eletrônico chamado Pedido de Pagamento de Restituição pelo site ou diretamente no e-CAC no serviço Estrato de Processamento da DIRPF.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos