Receita libera consulta a mais um lote residual de Imposto de Renda de 2008 a 2019

Regras para declaração de IR em 2020 devem ser divulgadas pela Receita Federal neste mês de fevereiro

RIO - A Receita Federal liberou a consulta a mais um lote residual de Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF), com restituições referentes aos exercícios de 2008 a 2019.

Para saber se foi contemplado nesta leva de devoluções, basta acessar o site ou ligar para o Receitafone 146, informando o número do CPF. Os montantes de restituição para cada exercício serão corrigidos pela Selic acumulada no período.

Segundo o órgão, 116.188 contribuintes serão incluídos neste lote, num total de R$ 297 milhões. O dinheiro estará disponível para saque no dia 17 de fevereiro. O depósito será feito na conta indicada na declaração de ajuste anual.

Ainda de acordo com a Receita Federal, do total de contemplados, 2.851 são idosos acima de 80 anos, 14.541 têm entre 60 e 79 anos, 1.838 têm alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave, e 6.052 são contribuintes cuja maior fonte de renda é o magistério.

Disponível por um ano

A restituição ficará disponível para retirada no banco por um ano. Se não fizer o resgate nesse prazo, o contribuinte deverá requerer a devolução pela internet, preenchendo o Formulário Eletrônico - Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Se o dinheiro não estiver na conta

Se o dinheiro não estiver creditado na conta indicada na declaração, o interessado poderá procurar qualquer agência do Banco do Brasil (BB) ou ligar para a central de atendimento da instituição pelos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (exclusivo para deficientes auditivos).

O crédito será agendado numa conta-corrente ou numa caderneta de poupança, em nome do titular, em qualquer instituição financeira de sua preferência.

Declarações de 2020

Ainda neste mês de fevereiro, a Receita Federal deverá divulgar as regras para os contribuintes que vão fazer a declaração de ajuste anual em 2020.

Documentos necessários para o IRPF 2020:

Renda

Informes de rendimentos de salários, aposentadoria, pensão etc.Informes de rendimentos de instituições financeiras, inclusive corretora de valoresInformes de rendimentos recebidos provenientes de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos de jurídicasInformações e documentos de outras rendas, como pensão alimentícia, doações e heranças recebida no ano, dentre outrasResumo mensal do livro caixa com memória de cálculo do carnê-leão; DARFs de carnê-leão

Bens e direitos

Documentos que comprovem a compra e venda de bens e direitosCópia da matrícula do imóvel e/ou escritura de compra e vendaBoleto do IPTU de 2019Documentos que comprovem a posição acionária de cada empresa, se houver

Dívidas e ônus

Informações e documentos de dívida e ônus contraídos e/ou pagos no período

Renda variável

Controle de compra e venda de ações, inclusive com a apuração mensal de impostoDARFs de renda variávelInformes de rendimento auferido em renda variável

Pagamentos e doações efetuados

Recibos de pagamentos ou informe de rendimento de plano ou seguro saúde (com CNPJ da empresa emissora e indicação do paciente)Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa emissora ou CPF do profissional, com indicação do paciente)Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora com indicação do aluno)Comprovante de pagamento de Previdência Social e previdência privada (com CNPJ da empresa emissora)Recibos de doações efetuadasComprovantes oficiais de pagamento a candidato políticoComprovante de pagamento de pensão alimentícia em decorrência de decisão judicial por alimentando