Receitas da Dell desaceleram por dólar forte e lockdowns na China

(Reuters) - A Dell teve o crescimento de receita mais lento em seis trimestres, com a alta do dólar e surtos de Covid-19 na China compensando um salto em seus negócios para empresas.

As ações da empresa caíram mais de 7% no after-market.

A alta do dólar este ano afetou os lucros de empresas de tecnologia da Microsoft à Apple, já pressionadas pela queda nos gastos do consumidor em eletrônicos, como computadores pessoais e smartphones.

A receita da Dell aumentou 9%, para 26,43 bilhões de dólares no trimestre encerrado em 29 de julho e ficou praticamente em linha com as expectativas do mercado, segundo a Refinitiv.

A receita com varejo caiu 9%, ecoando a fraqueza observada na Intel e na Lenovo, à medida que a demanda enfraqueceu após um boom alimentado pela pandemia e a inflação levou os consumidores a priorizar o essencial.

Mas os pedidos de empresas que se preparam para a era do trabalho híbrido aumentaram a receita comercial da Dell em 15%, para 12,1 bilhões de dólares. A unidade focada em armazenamento e servidores também apresentou forte crescimento.

O lucro líquido das operações contínuas caiu para 506 milhões de dólares, ante 629 milhões um ano atrás. Excluindo itens, a Dell lucrou 1,68 por ação.

(Reportagem de Eva Mathews)