Recife: Chefe da Defesa Civil responde por desvio de verbas em meio a caos por chuvas

Chefe da Defesa Civil do Recife é investigado por atuação em 2010 - Foto: Clauber Cleber Caetano/Brazilian Presidency/Handout
Chefe da Defesa Civil do Recife é investigado por atuação em 2010 - Foto: Clauber Cleber Caetano/Brazilian Presidency/Handout
  • Chefe da Defesa Civil do Recife é o responsável pelas ações de auxílio às vítimas das chuvas

  • Em 2010, ele teria participado de um esquema de desvio de verbas em situação semelhante

  • O processo segue em andamento e Cássio Sinomar Santana ainda responde pelo delito

Responsável pelas ações nos locais afetados pelas tempestades que mataram 128 pessoas em Pernambuco, o chefe da Defesa Civil do Recife, Cássio Sinomar Santana, é investigado pela Justiça Federal por fraudes justamente em medidas de auxílio a cidades afetadas por chuvas há mais de 12 anos.

De acordo com informações do G1, Santana, atualmente coronel do Corpo de Bombeiros, é réu em processo referente a 2010, quando atuava como coordenador da Defesa Civil do estado e na Casa Militar.

Naquele ano, a população pernambucana também foi afetada por chuvas intensas, e uma investigação apontou que um grupo criminoso foi responsável por fraudar contratos relativos às ações de auxílio aos atingidos.

Com isso, Santana tornou-se alvo de duas ações penais que seguem em andamento, por irregularidades como fraudes em licitações, prática de sobrepreço, celebração de aditivos irregulares, pagamento por mercadorias não recebidas e serviços não prestados, entre outras.

A investigação concluiu que os agentes públicos envolvidos desviaram parte dos recursos repassados pela União para auxílio à população.

Segundo o inquérito, as empresas que participaram do esquema foram acionadas em diversas oportunidades para serviços como fornecimento de filtros de água, colchões, cobertores e água mineral.

A Defesa Civil não respondeu ao contato do G1 sobre o caso. Já a assessoria da Prefeitura do Recife afirmou que a carreira pública de 25 anos de Cássio Sinomar “é pautada pelo compromisso com a população e amparada pela seriedade em sua atuação ética”.

Última vítima encontrada

O Corpo de Bombeiros localizou na manhã desta sexta-feira (3) a última vítima desaparecida nos escombros deixados pelas tempestades em Pernambuco. O cadáver de Mércia Josefa do Nascimento, de 43 anos, foi encontrado em Camaragibe.

Mércia foi a 128ª vítima fatal localizada em meio à tragédia no estado devido às chuvas das últimas semanas. Com isso, os militares que atuavam na região encerraram oficialmente as buscas após sete dias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos