Site de reclamações do governo passa a registrar queixas sobre erros, golpes e instabilidades das redes sociais

·2 minuto de leitura

A partir de agora, os consumidores brasileiros poderão registrar erros, vazamentos de dados, golpes em redes sociais (Instagram e Facebook) e instabilidades na internet no site consumidor.gov.br. A ampliação dos serviços oferecidos pelo portal é de responsabilidade da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública.

"A entrada das redes sociais, que ganharam espaço como e-commerce, reforça o foco da Secretaria Nacional do Consumidor no combate às fraudes eletrônicas e anúncios que colocam em risco os dados pessoais e bancários dos consumidores brasileiros, criando mecanismos mais céleres e eficientes para resolução de conflitos", justificou o ministério, já que pode-se chegar a um acordo entre a empresa reclamada e o consumidor, evitando a judicialização do caso.

A plataforma digital tem uma taxa alta de resolução de casos, segundo Lilian Brandão, diretora do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor.

"O consumidor acessa, confere o registro da empresa. Ele então faz a reclamação, e a empresa tem um prazo de 30 dias para se manifestar. Esse canal é importante e traz uma taxa de resolução de conflitos de quase 80% dos casos", afirmou a diretora em entrevista à Agência Brasil.

As reclamações dos usuários sobre o grupo Facebook aumentaram 295% de janeiro a julho deste ano, segundo um levantamento feito pela Senacon. As principais reclamações dos consumidores dizem respeito a perfis falsos com utilização de dados pessoais, compartilhamentos de dados e cobranças indevidas de serviços não solicitados.

Na semana passada, uma falha deixou Facebook, Instagram e WhatsApp fora fora do ar por mais de seis horas, em todo o mundo. Segundo a Secretaria geral da Presidência da República, somente no Brasil existe, atualmente, 150 milhões de usuários de redes sociais, o que equivale a 70% da população.

O site consumidor.gov.br tem 1.106 empresas cadastradas e quase 4,5 milhões de reclamações registradas, com o índice médio de solução de problemas de 78%. Somente em 2021, mais de 800 mil reclamações foram encerradas, com um prazo médio de oito dias, segundo dados de julho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos