Rede de restaurantes de Jamie Oliver à beira da falência

Deirdre Hipwell
1 / 2

Rede de restaurantes de Jamie Oliver à beira da falência

(Bloomberg) -- Apesar dos esforços para tentar recuperar o negócio, a cadeia de restaurantes do chef britânico Jamie Oliver entrou com pedido de falência. Com a decisão, 1,3 mil pessoas podem perder o emprego. A empresa de Oliver fez o registro no Supremo Tribunal para iniciar o processo, que é semelhante ao chamado Capítulo 11 da lei de falência dos Estados Unidos. O pedido de falência inclui 25 unidades das redes Jamie’s Italian, Barbecoa e Fifteen no Reino Unido, mas não a divisão internacional.Oliver tentou recuperar seu negócio de restaurantes nos últimos anos em meio à fraca demanda, forte competição e custos em alta. No ano passado, o chef, que conquistou um grande número de seguidores com seus programas na TV, fechou um acordo voluntário para sua marca Jamie’s Italian. Tal procedimento permite que uma empresa reduza o número de unidades e o valor dos aluguéis, mas a medida não foi suficiente."Estou profundamente triste com o ocorrido e gostaria de agradecer a todos os funcionários e fornecedores que colocaram seus corações e almas neste negócio por mais de uma década", disse Oliver em comunicado.Os restaurantes de Oliver são as vítimas mais recentes de uma crise que abalou o segmento de restaurantes informais na Grã-Bretanha e que também atingiu redes como Applebee’s, TGI Friday’s e Ruby Tuesday nos Estados Unidos. Cadeias britânicas como Byron Hamburgers, Gaucho, Carluccio’s, Prezzo e Strada também passaram por restruturações nos últimos anos.A notícia sobre o pedido de falência da cadeia de restaurantes de Oliver foi divulgada anteriormente pela Sky News.Repórter da matéria original: Deirdre Hipwell em Londres, dhipwell@bloomberg.netPara entrar em contato com os editores responsáveis: Eric Pfanner, epfanner1@bloomberg.net, ;Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net, Thomas MulierFor more articles like this, please visit us at bloomberg.com©2019 Bloomberg L.P.

(Bloomberg) -- Apesar dos esforços para tentar recuperar o negócio, a cadeia de restaurantes do chef britânico Jamie Oliver entrou com pedido de falência. Com a decisão, 1,3 mil pessoas podem perder o emprego.

A empresa de Oliver fez o registro no Supremo Tribunal para iniciar o processo, que é semelhante ao chamado Capítulo 11 da lei de falência dos Estados Unidos. O pedido de falência inclui 25 unidades das redes Jamie’s Italian, Barbecoa e Fifteen no Reino Unido, mas não a divisão internacional.

Oliver tentou recuperar seu negócio de restaurantes nos últimos anos em meio à fraca demanda, forte competição e custos em alta. No ano passado, o chef, que conquistou um grande número de seguidores com seus programas na TV, fechou um acordo voluntário para sua marca Jamie’s Italian. Tal procedimento permite que uma empresa reduza o número de unidades e o valor dos aluguéis, mas a medida não foi suficiente.

"Estou profundamente triste com o ocorrido e gostaria de agradecer a todos os funcionários e fornecedores que colocaram seus corações e almas neste negócio por mais de uma década", disse Oliver em comunicado.

Os restaurantes de Oliver são as vítimas mais recentes de uma crise que abalou o segmento de restaurantes informais na Grã-Bretanha e que também atingiu redes como Applebee’s, TGI Friday’s e Ruby Tuesday nos Estados Unidos. Cadeias britânicas como Byron Hamburgers, Gaucho, Carluccio’s, Prezzo e Strada também passaram por restruturações nos últimos anos.

A notícia sobre o pedido de falência da cadeia de restaurantes de Oliver foi divulgada anteriormente pela Sky News.

Repórter da matéria original: Deirdre Hipwell em Londres, dhipwell@bloomberg.net

Para entrar em contato com os editores responsáveis: Eric Pfanner, epfanner1@bloomberg.net, ;Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net, Thomas Mulier

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

©2019 Bloomberg L.P.