Reeleito, Macron é alvo de tomates arremessados por moradores de Cergy

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Emmanuel Macron foi reeleito no último dia 24 com 58,55% dos votos (Foto: LUDOVIC MARIN/AFP via Getty Images)
Emmanuel Macron foi reeleito no último dia 24 com 58,55% dos votos (Foto: LUDOVIC MARIN/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • Emmanuel Macron foi recebido com tomates na cidade de Cergy, subúrbio de Paris

  • Cidade tem histórico ligado à classe trabalhadora

  • Macron foi reeleito no último domingo (24), com 58,55% dos votos

O presidente da França, Emmanuel Macron, foi atingido por tomates, arremessado por moradores da cidade de Cergy, nesta quarta-feira (27). As imagens foram registradas pela rede de televisão francesa BFM.

Os auxiliares e seguranças de Macron tiveram de proteger o presidente reeleito da França com os braços e com guarda-chuvas.

Assista:

O político fazia uma caminhada por Cergy, cidade localizada a 35 quilômetros de Paris. Ele conversava com populares, quando outros moradores atiraram tomares em direção a Macron. O Palácio do Eliseu não se manifestou sobre o ocorrido.

A cidade de Cergy é conhecida por ser um subúrbio ligado à classe trabalhadora. Macron, por sua vez, é entendido por muito franceses como um presidente que governa para as pessoas ricas, e não para os mais pobres.

No último domingo (24), Emmanuel Macron foi reeleito presidente da França com 58,55% dos votos. Ele venceu Marina Le Pen, de extrema-direita. O eleitorado de esquerda, que votou em Jean-Luc Mélenchon no primeiro turno, se dividiu entre Le Pen e Macron no segundo turno. Mélenchon chegou a fazer um apelo para que os apoiadores não dessem “nenhum voto” para a candidata, mas não pediu votos para Macron de forma direta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos