Reeleitos na Baixada celebram e definem novas prioridades

Cíntia Cruz
·2 minuto de leitura
Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

90524085_CI-Rio-de-Janeiro-RJ-16-11-2020-Eleicões-2020---Pela-primeira-vez-n

Foto: Cléber Júnior / Agência O Globo

Reeleitos no primeiro turno, os prefeitos de Belford Roxo, Duque de Caxias e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, desenharam um cenário que nunca ocorreu ou que não acontecia há alguns anos em seus respetivos municípios. Mesmo no contexto de pandemia e com menos eleitores indo às urnas, Waguinho (MDB), Washington Reis (MDB) e Rogério Lisboa (PP) definiram o pleito no último domingo.

Apesar disso, em duas cidades da região, a vitória definitiva vai depender da Justiça Eleitoral. Renato Cozzolino (PP) conquistou 27,1% dos votos em Magé, mas teve o registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Ele tem uma condenação anterior por abuso de poder econômico. A assessoria afirmou que ele já recorreu e que está confiante na decisão da Justiça. Em Duque de Caxias, Reis obteve 52,55% dos votos, mas o TRE indeferiu a candidatura, já que o prefeito tem uma condenação no STF por crime ambiental.

Com mais de 162 mil votos, representando expressivos 80,40% do total, Waguinho entrou para a história como o primeiro prefeito reeleito de Belford Roxo.

— Quando assumi, em 2017, o Hospital Municipal, antiga Unidade Mista do Lote XV (que agora é UPA), o Hospital Infantil e a UPA do Bom Pastor estavam sem funcionar. Reabrimos tudo e ainda construímos unidades de saúde da família (USF) e unidade básica de saúde (UBS) — afirmou Waguinho, que teve um governo polêmico, os bens bloqueados e chegou a ser afastado do cargo pela Justiça.

Lisboa, com 62,10% dos votos, conquistou uma reeleição no primeiro turno, o que não acontecia desde 2008, quando Lindbergh Farias (PT) derrotou o então peemedebista Nelson Bornier.

— Temos um série de investimentos importantes que vamos entregar. O Hospital Iguassú, que deverá ser entregue no meio do ano que vem, os viadutos de Austin e de Comendador Soares, seis creches que estamos construindo.

Já Reis disse que algumas prioridades, entre outras coisas, serão a transformação do Hospital São José no Hospital do Coração, Sobre o indeferimento, disse que confia na Justiça:

— O povo me elegeu novamente porque sabe que Duque de Caxias não pode parar nem retroceder. O nosso recurso está sendo julgado e deve sair em breve. Enquanto isso, sigo trabalhando pelo bem da nossa cidade.