Refém, adolescente mandou mensagem à polícia escondida no quarto

·1 minuto de leitura
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
  • Jovem foi sequestrada por Lázaro Barbosa

  • Ela foi mantida presa junto com os pais

  • Todos escaparam sem ferimentos

Uma jovem de 16 anos que foi mantida refém junto com os pais na terça-feira (15) por Lázaro Barbosa, conhecido como “Serial Killer do Distrito Federal”, em Cocalzinho de Goiás, conseguiu enviar uma mensagem à polícia que permitiu o resgate da família. O criminoso fugiu e segue foragido.

Na mensagem, ela escreveu: “Socorro, Lázaro está aqui em casa”. Logo depois, ela foi levada para o mato ao lado da residência.

De acordo com Raphael Barboza, delegado responsável pelo caso, uma equipe de policiais pernoitou na casa na noite anterior ao sequestro, para tentar limitar a área de atuação e fuga do suspeito. De acordo com o delegado, a forma como a invasão da casa ocorreu demonstra que o suspeito acampou na mata ao lado para vigiar e esperar a saída dos policiais.

Leia também:

“A menina estava no quarto sozinha e mandou mensagem pedindo socorro, aí voltou todo mundo. Bem na hora que chegamos, ele levou os reféns como forma de se proteger", explicou.

Depois do ocorrido, um familiar enviou uma mensagem de áudio para outros parentes para contar sobre o momento.

"A gente ficou sabendo que o bandido estava lá e depois não conseguiu mais falar com eles porque o homem jogou os telefones no rio. Ele falou que ia matar os três. Quando viu o helicóptero, tampou eles com folhas e se escondeu embaixo de pedras. Mas o cara conseguiu fugir ainda", relata.

Lázaro também levou dois celulares, incluindo o aparelho da adolescente que enviou a mensagem a polícia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos