Atos contra refinarias foram reprimidos e funcionamento está normal, diz FUP

Tanques de combustíveis em Paulínia

(Reuters) - Ameaças de atos contra refinarias visando impedir o fornecimento de combustíveis foram reprimidas e as instalações estão funcionando normalmente, disse a Federação Única dos Petroleiros (FUP) nesta segunda-feira.

Segundo a FUP, as unidades de refino da Petrobras estão sendo monitoradas por forças de segurança, como Polícia Militar e Batalhão de Choque, além de representantes dos sindicatos dos petroleiros.

Até a manhã desta segunda-feira, foram mapeados pequenos grupos de bolsonaristas nas proximidades de acesso às refinarias e distribuidoras em São Paulo, Minas Gerais e no Rio Grande do Sul, mas sem bloqueios ou impactos para a operação das unidades, afirmou a entidade.

"Nenhuma refinaria foi bloqueada, graças à atuação da FUP e seus sindicatos junto aos poderes públicos", disse o coordenador-geral da FUP, Deyvid Bacelar, em nota.

Durante a madrugada, houve tentativa de bloqueio de uma distribuidora privada localizada próxima à Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), no Paraná.

"O movimento foi reprimido pelo aparato policial de segurança", relatou o presidente do sindipetro do Paraná e Santa Catarina, Alexandro Guilherme Jorge.

Na Refinaria Henrique Lage (Revap), em São Paulo, aproximadamente 30 manifestantes continuavam no local nesta manhã, abordando caminhões para evitar acesso à unidade. Mas a Polícia Militar local atua para garantir o fluxo e a segurança dos caminhoneiros, disse a FUP.

Mais cedo, o sindicato de petroleiros ligado à refinaria Duque de Caxias (Reduc) relatou forte policiamento no local nesta manhã, sem a existência de manifestação golpista.

Na véspera, após a invasão e depredação das sedes dos Três Poderes em Brasília por apoiadores de Bolsonaro, a FUP emitiu alertas sobre possíveis atos golpistas nas refinarias.

A Petrobras intensificou a segurança em suas refinarias, em uma medida cautelar após receber ameaças de ataque contra instalações, segundo fontes.

Nesta segunda-feira, a Petrobras reiterou em nota que as refinarias estão operando normalmente. "A Petrobras está tomando todas as medidas preventivas de proteção necessárias, conforme procedimento padrão."

(Por Letícia Fucuchima e Marta Nogueira)