Reforma administrativa: consultor do Senado defende clareza nas regras de transição para atuais servidores

·1 minuto de leitura

Em entrevista à Rádio Senado, o consultor legislativo Luciano Oliveira defendeu a necessidade de aperfeiçoamentos no texto da reforma administrativa para que possíveis mudanças na Constituição não afetem os atuais servidores. Segundo ele, é preciso deixar mais claras as regras de transição.

"A PEC 32/2020 diz que haverá uma lei complementar federal dispondo sobre o Regime Jurídico dos Servidores, mas não esclarece se essa futura lei vai se aplicar aos servidores atuais", apontou o consultor.

Ele ainda declarou:

"Quanto mais cedo os ajustes forem feitos, melhor. O ideal é o relator ou os deputados apresentarem emendas para que fossem efetivamente preservados os direitos dos servidores atuais. Mas os senadores têm prerrogativa para corrigir essas incidências que ainda estão ocorrendo".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos