Reforma administrativa: estabilidade de servidores e carreiras típicas de Estado são temas campeões de emendas na comissão especial da Câmara

·1 minuto de leitura

Enquanto o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), manifesta pressa na votação da reforma administrativa, a estabilidade de servidores e a definição das carreiras típicas de Estado seguem causando polêmica. Os temas aparecem em 25 das 62 emendas apresentadas na comissão especial da reforma administrativa, segundo informações da Câmara. São os assuntos mais abordados pelos deputados, à frente de jornada e remuneração, que estão em nove textos.

Férias e licenças são temas tratados em oito emendas, assim como aposentadoria e previdência e concurso ou seleção. Vínculo de experiência e cargos comissionados ou de liderança e assessoramento aparecem em sete emendas cada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos