Reforma da Previdência no município do Rio aumentará contribuição de servidores de 11% para 14%

Extra
·1 minuto de leitura
Foto: Gabriel de Paiva / Agência O Globo

A gestão do prefeito Eduardo Paes começou com anúncio de medidas de austeridade e um rombo estimado de R$ 10 bilhões. O Executivo municipal promete enviar, até fevereiro, à Câmara do Vereadores uma proposta de reforma da Previdência para o funcionalismo. O novo prefeito deve propor o aumento de 11% para 14% na alíquota de contribuição dos servidores para a Previdência municipal.

A nova cobrança fará parte de um plano de reestruturação para cobrir um rombo estimado em cerca de R$ 1 bilhão no sistema de aposentadorias. Está em estudo um plano de amortização do déficit atuarial e reequilíbrio do Fundo Especial de Previdência do Município do Rio (Funprevi).