Reforma da Previdência tem cerca de 30 votos do PSD na Câmara, diz Kassab

Lago's Mayor Babatunde Fashola (L) greets Buenos Aires' Mayor Eduardo Macri (R) as Gilberto Kassab of Sao Paulo looks on during the Rio+C40 Megacity Mayors Taking Action on Climate Change event in Rio de Janeiro June 19, 2012. Rio + C40 Megacity Mayors Taking Action on Climate Change is a parallel event of the Rio+20 United Nations sustainable development summit that will be held from June 20 to 22. REUTERS/Sergio Moraes (BRAZIL - Tags: ENVIRONMENT POLITICS)

SÃO PAULO (Reuters) - O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, disse nesta segunda-feira que seu partido, o PSD, teria hoje cerca de 30 dos seus 37 votos na Câmara dos Deputados a favor da proposta de reforma da Previdência.

"Acho que a coisa melhorou um pouco, hoje teríamos uns 30 votos, que é algo mais coerente com um partido que integra a base do governo", disse Kassab a jornalistas antes de participar de evento em São Paulo.

A declaração acontece num momento de apreensão dos agentes econômicos sobre se o governo do presidente Michel Temer terá apoio suficiente no Congresso para aprovar sua proposta de reforma da previdência.

Mesmo após várias mudanças no texto original, atendendo justamente a interesses de parlamentares da base aliada, há dúvidas se o governo terá os 308 votos necessários, de um total de 513 da Câmara, para aprovação do texto.

(Por Aluísio Alves)