Reforma tributária: redução da carga em R$ 30 bilhões ‘não tem problema’, diz Guedes

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta quarta-feira que a redução da carga tributária em R$ 30 bilhões prevista no relatório preliminar do deputado Celso Sabino (PSDB-PA) sobre a reforma tributária, "não tem problema" por conta do aumento na arrecadação de impostos neste ano.

Em transmissão ao vivo realizada pelo jornal Valor Econômico, o ministro destaca que houve um aumento na arrecadação de R$ 100 bilhões, acima do previsto, que seria suficiente para compensar a redução nos impostos.

— Esse aumento de arrecadação é estrutural, é só o nível do PIB. Mesmo se o PIB crescer zero daqui pra frente, só a volta do PIB até agora já significa um aumento de R$ 100 bilhões acima do previsto. Então, se erramos os R$ 30 bilhões na reforma não tem problema, já está pago, antes de começar a reforma já está pago — disse o ministro.

Guedes ressaltou que gostaria que o impacto da reforma fosse neutro, mas acredita que é melhor errar para uma redução da carga tributária do que um aumento. Cálculos da Receita Federal sobre a primeira versão da reforma previam aumento de arrecadação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos