Registro de novas armas cresceu 6,35% no Brasil, diz PF

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Pixabay
Pixabay

Houve um aumento na demanda por cursos de tiro e registros de novas armas de fogo em 2018, apontam dados da Polícia Federal e do Exército obtidos pelo jornal Folha de S. Paulo. De acordo com a publicação, o crescimento reflete a repercussão de uma das promessas de campanha do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que pretende flexibilizar as regras da posse de arma.

Segundo o Sistema Nacional de Armas (Sinarm), ligado à PF, houve crescimento de 6,35% de registro de novas armas em todo o país entre 2017 e 2018, com os números saltando de 45.443 para 48.330.

Leia mais:
Quanto vai custar ter uma arma de fogo no Brasil? Nós explicamos
Padre defende uso de armas e é compartilhado por Bolsonaro

Já os certificados de registros do tipo CAC (Colecionador, Atirador Esportivo ou Caçador), emitidos pelo Exército no estado de São Paulo, apresentaram um aumento de 31%. Até novembro de 2017, eram 13.408 certificados; em novembro de 2018, o número já somava 17.591.

Na última semana, a emissora SBT divulgou um trecho da versão preliminar do decreto que flexibilizaria a posse de armas e que pode ser votada ainda esta semana. O documento, caso aprovado, prevê que o interessado possa ter até duas pistolas.

Caso seja comprovada necessidade de maior segurança o limite da quantidade de armas por pessoa pode ser ampliado. Atualmente, a legislação permite até seis armas de fogo, com restrições a depender do modelo.

O decreto

O governo planeja colocar a medida em vigor antes da participação do presidente no Fórum Econômico Mundial, em Davos, que ocorrerá na próxima semana, entre os dias 22 e 25 de janeiro.

Para a assinatura do decreto, Bolsonaro deve promover uma cerimônia no Palácio do Planalto com a presença de parlamentares da bancada da bala, favoráveis à edição da medida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos