Regulação de bacon entra em vigor na Califórnia em pacote estadual de leis

·2 min de leitura
Hot fried crispy bacon slices in skillet on wooden background.
Entre leis que entrarão em vigor na Califórnia, está a da regulação do bacon no estado
  • Pacote de leis é aprovado na Califórnia e entrará em vigor na virada do ano;

  • Entre leis, proteção a manifestantes da polícia, influência de gênero e aumento de salário mínimo;

  • Novidade mais inusitada envolve regulação da produção de bacon no estado;

A partir da virada de ano, uma série de novas leis entrarão em vigor no estado norte-americano da Califórnia. Entre elas, legislações destinadas a salvaguardar os funcionários, proteção a aqueles que buscam o aborto, proteger os manifestantes da polícia, poupar crianças da influência de gênero nas vitrines das lojas e facilitar ainda mais as penalidades criminais para reduzir o encarceramento em massa, segundo a Associated Press.

Leia também:

Elas estão entre centenas de novas leis que também tratam de tudo, desde a remoção furtiva de preservativos até a distribuição de pacotes descartáveis ​​de condimentos. Mas, segundo a AP, uma delas se destaca pelo fator inusitado: os padrões mais rígidos do país estabelecidos para suínos reprodutores a partir de 1º de janeiro.

Entram em vigor novas regras para venda de carne suína processada no Canadá

A fabricação de bacon decorre de uma votação de 2018, em que os eleitores da Califórnia estabeleceram os padrões de espaço de vida mais rígidos do país para suínos reprodutores a partir de 1º de janeiro. Os processos da indústria que se opõe à iniciativa fracassaram, mas donos de mercearias e donos de restaurantes estão entrando com um processo para forçar um atraso de 28 meses na nova legislação.

Críticos, incluindo alguns legisladores de ambos os partidos, pediram o adiamento da aplicação da lei até 2024, por medo de que os preços aumentem e os empregos sejam perdidos. De acordo com a AP, a Califórnia está permitindo a venda contínua de carne suína processada de acordo com as regras antigas, que os proponentes dizem que deve reduzir qualquer escassez e aumento de preço.

Outra novidade no pacote de leis aprovadas na Califórnia é no aumento do salário mínimo. A Califórnia se torna o primeiro estado a exigir um salário mínimo de US$ 15 (R$ 83) a hora para empresas com mais de 25 funcionários, embora a capital do país, Washington, e muitas cidades da Califórnia nas áreas de Los Angeles e da Baía de São Francisco já tenham alcançado esse marco.

O mínimo para empresas com 25 ou menos funcionários salta para US$ 14 (R$ 77) com o ano novo e aumentará para US$ 15 por hora em 1º de janeiro de 2023. A partir de então, o salário aumentará anualmente com base na inflação. Os aumentos foram iniciados por uma lei de 2016. Da mesma forma, Illinois e Nova Jersey estão aumentando seu salário mínimo em US$ 1 a cada ano, até atingir US$ 15 a hora em 2025, segundo a AP.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos